Açude Gargalheiras sangra no município de Acari

Publicação: 31 de Março de 2008 às 00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Canindé Soares/DivulgaçãoACARI - Açude Gargalheiras transborda pela primeira vez desde janeiro de 2004ACARI - Açude Gargalheiras transborda pela primeira vez desde janeiro de 2004
Publicada às 11h21

No início da manhã desta seguda-feira (31), o açude Gargalheiras - um dos poucos da região Seridó do estado que ainda não haviam sangrado - finalmente transbordou. Houve um congestionamento de carros e muitas pessoas da região seguiam a pé para o local com o objetivo de assistir às belas imagens proporcionadas pela cheia da barragem.

A sangria em Acari, na bacia Apodi-Mossoró, iniciou por volta das 07h30. Um dos mais importantes reservatórios da região do Seridó, o Gargalheiras tem capacidade de 40 milhões de metros cúbicos e abastece as cidades de Currais Novos e Acari, onde está instalado.

De acordo com dados do DNOCS, a última vez que o açude sangrou foi em janeiro de 2004. A barragem, que chega aos 25 metros de altura, é ponto turístico da região, que com a sangria deve receber ainda mais visitantes para ver de perto o espetáculo das águas.

Segundo levantamento da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) já aponta, até o momento, 19 reservatórios acima de 5 milhões de metros cúbicos com a capacidade máxima ultrapassada.

Chega a 19 o número de açudes sangrando no RN

Os 19 reservatórios que já chegaram a capacidade máxima foram Encanto, em Encanto; Santana, em Rafael Fernandes ; Marcelino Vieira, em Marcelino Vieira ; Passagem, em Rodolfo Fernandes ; Riacho da Cruz II, em Riacho da Cruz; Rodeador, em Umarizal; Beldroega, Paraú; Pataxó, em Ipanguaçu; Novo Angicos, em Angicos; Sabugi, em São João do Sabugi; Dourado, em Currais Novos ; Carnaúba, em São João do Sabugi; Esguicho, em Ouro Branco ; Campo Grande, em São Paulo do Potengi; Santa Cruz do Trairi; Trairi, em Tangará e Japi II, no município de São José do Campestre.

Com informações da assessoria da Femurn


Deixe seu comentário!

Comentários