Acidente deixa três mortos em Ceará-Mirim

Publicação: 2006-01-31 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
COLISÃO - Os veículos se chocaram de frente na noite de domingoUma colisão frontal entre um táxi Kadett e um Monza, às 19 horas de domingo, na BR-406, em Ceará-Mirim, resultou na morte de três passageiros e deixou os dois motoristas gravemente feridos. Uma das vítima, Elionaldo Oliveira Costa, 21 anos, tinha se envolvido num acidente de motocicleta em Pureza e estava sendo socorrido no táxi para Natal. A sogra dele, Josefa Dalva de Aquino da Silva, 52 anos, que ajudava no socorro do genro, também morreu. 

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista do táxi vermelho, placas MXM-2311, Francisco Cesário dos Santos, mais conhecido como “Léo”, pegou Elionaldo e Josefa em Ceará-Mirim, onde faz ponto.

Elionaldo tinha sofrido um acidente de moto em Pureza, com a companheira dele na garupa, e foi socorrido até o hospital de Ceará-Mirim. A mulher veio de ambulância até o Pronto-Socorro Clóvis Sarinho, mas ele ficou sem transporte. Josefa, então, decidiu pegar o táxi para levá-lo a Natal.

A colisão aconteceu no KM 165, numa reta. A PRF acredita que o motorista do Kadett vinha em alta velocidade - na ânsia de prestar o socorro - e fez uma ultrapassagem proibida, cruzando a faixa contínua. O motorista do Monza, azul, placas MXJ-9166/Parnamirim, Franklin Feliciano da Silva, que vinha no sentido contrário (Natal/Ceará-Mirim) foi pego de surpresa e não teve tempo de desviar. A colisão foi extremamente violenta, destruindo a frente dos dois carros.

Além de Elionaldo e Josefa, morreu no local, preso às ferragens, o passageiro do Monza, Valeriano Rodrigues Martins, 22 anos. O acidente interditou a rodovia. A PRF - que tem um posto de fiscalização bem próximo ao local do sinistro - chegou rapidamente e prestou os primeiros socorros.

Os dois motoristas foram levados ao Pronto-Socorro Clóvis Sarinho em ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel as Urgências (Samu). Ambos saíram com ferimentos graves e encontram-se em estado regular de saúde.

Os resgate dos corpos foi demorado. Todos eles ficaram presos às ferragens. O Corpo de Bombeiros teve de usar um equipamento chamado de desencarcerador para cortar o metal e libertar as vítimas. O acidente será investigado pela Delegacia de Ceará-Mirim e o laudo sobre a causa da colisão ficará a cargo dos peritos do Instituto Técnico Científico de Polícia (Itep). A PRF registrou 19 acidentes no fim de semana com o total de 16 feridos.


Deixe seu comentário!

Comentários