Cosern apoiará 13 projetos

Publicação: 03 de Julho de 2012 às 00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Treze projetos culturais em educação, história, literatura e música garantiram sua realização em 2012: a Companhia Energética do Rio Grande do Norte divulgou os seus contemplados deste ano por meio da Lei Câmara Cascudo de Incentivo à Cultura; a ação foi estendida a áreas como artes visuais (pintura e escultura) e patrimônio cultural (preservação de tradições populares). O montante de recursos chega a quase R$ 2 milhões, sendo 80% do valor correspondente à renúncia fiscal do Governo do Estado e 20% provenientes de recursos próprios da Cosern. Sete dos 13 projetos receberão o investimento da distribuidora pela primeira vez.
Alex RégisFestival Mada tem garantida a 12ª edição em outubro e a retomada do Curta Natal, com previsão para agostoFestival Mada tem garantida a 12ª edição em outubro e a retomada do Curta Natal, com previsão para agosto

O setor musical foi contemplado com o festival Mada; o CD “Águas Claras”, de Valéria Oliveira em homenagem à cantora Clara Nunes; a produção de dois mil CDs e DVDs da potiguar Hilkélia, premiada em festivais internacionais; e a gravação do CD “Fragmentos”, contendo 14 faixas de estilos musicais variados e uma canção composta pelo músico potiguar Márcio Ramalho, que será tema da Copa do Mundo 2014, para a cidade-sede de Natal.

Jomardo Jomas, idealizador do Mada, diz ter ficado satisfeito pelo fato da Cosern ter renovado o patrocínio pelo segundo ano com o evento. “É sinal de que cumprimos os objetivos da empresa”, diz. O festival deve ser realizado no final de outubro, com tamanho e proposta sonora iguais as das edições passadas. O local é que ainda está em definição. “Temos duas possibilidades, incluindo o tradicional Imirá. Ainda estamos estudando”, diz. Será realizado em agosto o Festival Curta Natal, que nasceu com o Mada, mas hoje ocorre de forma independente.

A cultura foi atendida com os projetos Oratório de Santa Luzia, Um Presente de Natal e Circuito Cultural Ribeira, que tem o objetivo de revitalizar o histórico bairro da Ribeira, em Natal, realizando eventos multiculturais gratuitos no primeiro domingo de cada mês. Para o artesanato e artes visuais foram contemplados  o Transforme-se, e o Felizcidade, projeto que fará exposições de pinturas e esculturas no estado e em Lyon, França, além de realizar pesquisa de novas técnicas, utilização de materiais renováveis, palestras e mini-cursos para  artistas do mesmo segmento.

O Museu do Vaqueiro, um sonho antigo do produtor cultural Marcos Lopes, foi contemplado após 12 anos de espera. “Já construí o prédio com recursos próprios, e usarei o patrocínio para as instalações necessárias ao funcionamento de museu, como a disposição e organização do acervo”, diz. Há mais de 200 peças catalogadas. Desde dezembro do ano passado ele não realiza o Forró da Lua, devido às obras no local – a festa deve retornar em agosto ou setembro. O projeto do museu inclui a produção de uma área com a flora sertaneja. Marcos espera que o museu esteja 100% pronto no final do ano. 

Na área de educação e literatura foram selecionados o Cena Aberta Formação e o Circuito Potiguar do Livro, além do Teatro Mágico, que prevê a publicação de uma coletânea com tiragem de mil exemplares, além da composição de um musical infantil que será apresentado em escolas e teatros potiguares. Segundo Bruno Falcão, do departamento de comunicação corporativa e sustentabilidade da Cosern, a aprovação dos projetos segue diretrizes definidas no Programa Energia para Crescer: “os critérios básicos são a valorização da identidade cultural e regional”, afirmou.



Deixe seu comentário!

Comentários