Em Caicó, 20 pessoas são presas por tráfico

Publicação: 2011-08-12 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed) anunciou, ontem à tarde, o desmantelamento de uma quadrilha de traficantes de droga em Caicó, com ramificações em outras cidades da Seridó, com a prisão de 20 pessoas. Entre os presos estão uma mãe e duas filhas, que já têm um irmão preso e o pai cumprindo pena por tráfico de drogas. As irmãs presas são Lidiane Simone de Souza e Lidiane Simone da Silva, enquanto a mãe chama-se Cleonice Elisa de Souza.
Cúpula da Segurança apresenta dados da Operação Conexão
O secretário Aldair da Rocha disse que a proposta do governo “é colocar o combate ao tráfico de drogas na pauta da segurança”, vez que “mais de 90% dos homicídios” são de pessoas que têm algum envolvimento com o consumo de drogas.

As investigações que levaram a deflagração da chamada “Operação Conexão” começaram em 6 de março, informou ontem a delegada Sheila Freitas, da Divisão  Especializada em Investigação ao Crime Organizado (Deicor).

Segundo ela, desde aquela época outros 15 acusados de tráfico já tinham sido presos em flagrante delito, em dias alternados. A operação de ontem tinha por objetivo cumprir 28 mandados de prisão emitidos pela Justiça, mas oito pessoas não foram localizadas.

A Polícia apreendeu 1,9,62 quilos de maconha, 90 gramas de cocaína e 770 gramas de crack. Também foram apreendidos uma pistola dois revolveres e uma espingarda, além de R$ 9 mil em espécia, uma caminhonete S-10, um automóvel Prisma, um  Gol e nove motocicletas.

O secretário de Segurança ainda informou que as armas apreendidas vão servir “para exames de balísticas”, para fins de investigação de outros homicídios ocorridos em Caicó e na região do Seridó.

Alguns dos presos são acusados de cometer um homicídio em Caicó, onde foi morto Hanner Araújo Alves. Outras mortes de que são acusados foram as de Francisco Edmilson da Silva, o “Mensalão”, ocorrida em 7 de março e de Magno Boaventura, o “Zé do Bode”, em 4 de maio, ambas ocorridas no interior da Penitenciária de Alcaçuz. As mortes foram executadas, segundo a Polícia, a mando do preso Valdir Souza do Nascimento, atualmente custodiado no presídio de Nova Cruz, de orientava a quadrilha, inclusive a mulher e as duas filhas que agora estão presas. “O negócio era rentável e perigoso para a família que agora está toda presa”, disse a delegada Sheila Freitas, para informar que o sucesso da operação se deu, também, devido a colaboração da comunidade de Caicó, que não aceitavam mais o tráfico de drogas perto de suas casas e de áreas comerciais.

Além dos presos de ontem, já estavam presos Rafael da Silva, Josenildo Emídio da Silva, o “Salsicha”; Daniel Paulo da Silva, o “Daniel Caçador”; José Carlos da Costa, o “Zé Pequeno”; Francisco da Silva, o “Moca”; Jaqueline Vieira de Araújo, Jandir de Oliveira Dantas.

Da operação participaram 140 policiais civis, 28 delegados e 40 policiais militares de Caicó. A ação foi coordenada e planejada pelos delegados Ben-Hur Medeiros e José Carlos de Oliveira.


Deixe seu comentário!

Comentários