O blues agita o Peppers

Publicação: 26 de Março de 2010 às 00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Entre o balanço e a melancolia, todos podem ‘sentir o blues’. O gênero musical que, entre encruzilhadas suspeitas e plantações de algodão, mudou a face da música popular na América, volta a dar o tom na 2ª edição do Natal Blues Festival, encontro bluseiro que segue hoje e sábado no bar Sgt. Peppers de Ponta Negra. O evento repete a fórmula do ano passado, reunindo atrações locais, nacionais e internacionais.

Sexta-feira, após a abertura  da banda Jack Black (adepta do blues rock), terá a apresentação de um bamba nacional do gênero. Flávio Guimarães volta a Natal para o lançamento de seu mais novo CD, “The Blues Folows me”, um tributo a Little Walter. Com 18 discos em sua biografia, Flávio é tido como o maior expoente do blues brasileiro. Já gravou com artistas dos mais variados estilos como Ed Motta, Titãs, Rita Lee, Gabriel o Pensador e Alceu valença. Foi escolhido duas vezes por B.B King para abrir seus shows no Brasil.

A última noite do festival vai proporcionar uma inusitada conexão de ritmos e blues. Os veteranos Mad Dogs abrem a noite, seguidos por Ted McNeely (MG) e  Conexão Nordeste (PB). Trata-se de um projeto que conecta sudeste e nordeste através do blues. É possível? Sim. Líder da banda Yelow Cab (de Tiradentes-MG), o veterano Ted McNeely, 53 anos, 35 de guitarra, junta-se aos melhores músicos de João pessoa para essa apresentação exclusiva para o Natal Blues Festival.  E, quem diria, o hermanos também têm o blues. O sábado do festival recebe também o argentino Danny Vincent, compositor e guitarrista tido como um dos mais importantes expoentes do blues na América do sul.

Serviço:
II Natal Blues Festival. Sexta e sábado,  a partir das 22h, no Sgt Peppers de Ponta Negra. Entrada: R$20 (antecipado) e R$25 (na hora). Vendas: Pedrassoli Turismo,  3082-8652


Deixe seu comentário!

Comentários