Pastor é preso com carro roubado em Natal

Publicação: 2010-05-25 00:00:00 | Comentários: 6
A+ A-
A Polícia Militar recuperou no final da tarde de domingo um Ford Ecosport preto e um Fiat Idea Adventure roubados. Os veículos estavam em poder do pastor evangélico da Igreja Presbiteriana, Geraldo Rodrigues Filho, 53 anos, que foi preso acusado de receptação de mercadoria roubada. O pastor afirmou que não sabia que os carros eram roubados e que os adquiriu no mercado da Avenida 4, no Alecrim.

Segundo o 1º Batalhão da Polícia Militar, no final da manhã de domingo, o proprietário de um estacionamento localizado na rua General Osório, na Cidade Alta, Centro de Natal, entrou em contato para denunciar um Ecosport preto (placa MZB-2799, de Parnamirim), que estava em atitude suspeita, rondando o local. Quando os PMs foram até o estacionamento, no entanto, o carro já não estava mais lá.

À tarde, novamente o 1º BPM recebeu a denúncia do Ecosport mas, desta vez, conseguiram encontrar o carro, que era conduzido por Humberto Luís Vasquez, 26 anos. Ao conferirem a placa do veículo, foi constatado que se tratava de um carro com queixa de roubo. Humberto afirmou que tinha acabado de comprar o Ecosport de um pastor, na rua Canaã, no bairro do Planalto, zona Oeste.

Os PMs foram até o local dito por Humberto e encontraram o pastor Geraldo. Ele afirmou que não sabia que o veículo tinha sido roubado. Segundo ele, tanto o Ecosport, quanto o Fiat Idea Adventure (MXT-8856), que estavam parados na garagem da residência do pastor, haviam sido comprados, de forma financiada, em uma loja da Avenida 4, no Alecrim.

Desconfiando da procedência também do Idea, os PMs decidiram averiguar a placa do veículo e constataram que ele também havia sido roubado, em Mossoró. Com isso, o pastor Geraldo e Humberto Luís foram encaminhados para a Delegacia de Plantão da Zona Sul, onde foram autuados em flagrante por receptação de veículos roubados. Os dois carros também foram encaminhados para a DP, até que os donos apareçam.

PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF/RN) recuperou no domingo outros quatro veículos que estavam com queixa de roubo. Entre eles, está uma moto Traxx, recuperada na cidade de Tangará, no KM 83 da BR-226. Apesar da motoneta não ter placa, a queixa do roubo havia sido feita pelo número do chassi. Damião Cassiano, 22 anos, condutor da Traxx foi preso por receptação de veículo roubado.

Outras duas Traxx foram apreendidas em Santa Cruz, no Km 109, também na BR-226. Uma delas estava com suspeita de adulteração na numeração do chassi e do motor. A outra tinha queixa de roubo. Anderson Santos de Moura, 27, e Eduardo José de Sena Neto, 21, que conduziam os veículos, foram detidos e encaminhados para a Delegacia da cidade.  Em Mossoró, a 285 Km de Natal, foi recuperada uma caminhonete Ford F-250, placa KLF-0986, de Pernambuco. O carro, no entanto, circulava com uma placa clonada (MOH-0639, da Paraíba). Sérgio Roberto Moura de Araújo, 33, era o condutor do veículo e foi preso.


Deixe seu comentário!

Comentários

  • erivanmagno

    Como o Rev. Romeu já enfatizou, eu que fui até 2008 presidente do Sínodo do Nordeste da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil, esse meliante não faz parte de nossos quadros de pastores. Somos uma igreja séria e honramos o nosso nome e acima de tudo honramos o Nome do Senhor Jesus a quem pregamos.

  • naldo.nobrega

    Sobre pretexto de prestar uma espécie de auto-ajuda, pastores induzem pessoas carentes e desinformadas a pagar dízimos muitas vezes com o sacrifício de alimentação dos filhos ou compra de medicamentos, o que convenhamos é pura enganação. Geralmente aparecem engravatados vendendo adesão á sua igreja como quem negocia um plano de consórcio. Ora, se alguém tem condições de retirar 10% do que ganha para dar a essas igrejas caça-níqueis, sugiro então que ponha esse dinheiro em uma caderneta de poupança para que possa contar com uma reserva monetária em situações de emergências. Lembrem-se de que hora do aperto nenhum pastor malandro irá lhe socorrer. E o pior é que essa classe de evangélicos ainda estão se infiltrando na política. Mesmo que fosse para melhorar a qualidade ainda assim seria um absurdo misturar política com ?religião?. Porém, o que se observa é que sempre que ocorrem escândalos envolvendo desvio de dinheiro público tem um evangélico enfiado no meio. E agora, pelo visto estão se associando a bandidagem envolvidos com receptação de produtos roubados.

  • jcordobaf2010

    no estou apoiando tem que ser punidos e invertiga, os pastores ou quem seja mais tambem tem que dar valor o trabalho que se faz em as igreja, seu ateu inguinorante que e na verdade e um sadrao que rouba a Deus vc nao tem direito de falar nada porque quem nao e dizimista por Deus e ja amaudicoado malaquiais 3,10

  • flaphelipe

    Que Deus tenha misericórdia de você, Naldo Nobrega.

  • joldagata

    Isso é um absurdo em quem podemos acreditar hoje , exatamente ninguém.Pessoas que se dizem convertidas e na verdade convencidas envolvidas em escândalos desse tipo receptação de veículos roubados é inadimitível cadeia neles. Parabéns a essa equipe de policiais que entraram em ação.

  • danielicenatal

    Se algumas igrejas induz o engano essas receberão o que merece, mas não se deve acusa a todos como se toda igreja fosse igual existe igrejas serias e é facil saber a que tem compromisso com e a que não tem, veja o que as igreja sem verdade oferece: emprego, milagre, curas prosperidade.Quem não quer essa coisas? por isso elas estão lotadas tem um crescimento rapido. Jesus nos pede a buscar primeiramente o reino de Deus e as demais coisas serão acrescentada e não venha para Deus e receba a cura da sua doença o seu emprego carro, o verdadeiro cristão não busca essas coisas e sim pede a Deus que le de graça para suporta todas as dificuldades, Agora se o irmão chama para servi a Deus, e tendo que abandonar o pecado, aprender a ser rejeitado e retribuir com amor, deixar todos os interesse de lado para servi ao outro esse poucos querem agora chame para ganhar algo em troca, pensam que serve a Deus mas estão so por interesse. Veja o que aconteceu depois da mutiplicação dos pães quantos ficaram com jesus.