Semob se reúne com Seturn para discutir situação da integração

Publicação: 2012-09-17 10:44:00 | Comentários: 6
A+ A-
A partir desta segunda-feira (17) os ônibus urbanos de Natal não circulam mais com a integração, que permitia o usuário pegar dois ônibus pagando apenas um, no período entre dez minutos e uma hora. O secretário adjunto da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), Jefferson Pedroza, diz que não sabe se a decisão do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros de Natal (Seturn) foi tomada através de decisão judicial.

Alex FernandesO secretário adjunto da Semob se reunirá hoje com membros do Seturn para discutir a situação da integração nos ônibusO secretário adjunto da Semob se reunirá hoje com membros do Seturn para discutir a situação da integração nos ônibus
O secretário adjunto disse também que hoje haverá uma reunião entre ele, Márcio Sá (secretário da Semob), e Haroldo Maia (secretário adjunto de trânsito da Semob), com representantes do corpo técnico e jurídico do Seturn para saber o motivo da decisão do sindicato, assim como para definir o que deve ser feito de agora em diante.

Jefferson Pedroza afirmou que uma equipe de fiscalização de transporte estará nas ruas analisando a falta da integração e de que forma os usuários do transporte público são prejudicados. "A presença da fiscalização nas ruas também servirá para levarmos propostas aos órgãos envolvidos sem que a população seja prejudicada", disse o secretário adjunto da Semob.

A secretaria também considera que, caso a Câmara Municipal de Natal já tivesse votado a licitação dos transportes públicos, este problema provavelmente não estivesse acontecendo. "A lei que está em vigência tem 30 anos. É ultrapassada e não corresponde às expectativas da secretaria", disse Pedroza.

Márcio Sá, secretário da Semob, disse que após a reunião de hoje, com membros do Seturn e da secretaria, as decisões serão levadas à Procuradoria Geral do Município para discutir os procedimentos jurídicos a serem tomados. Márcio Sá disse também que um posicionamento da Prefeitura sobre o caso sai ainda hoje.


Deixe seu comentário!

Comentários

  • ivan.moreira.anjos

    Acabei de ler um informativo do Seturn, que não haverá mais a reunião com o Semob, e ponto final, ver se pode os empresários dos transporte coletivos é quem está mandando na Cidade de Natal.

  • djn_lima

    Acho um absurdo, ter apenas duas linhas da zona norte a ponta negra, todos sabemos das dificuldades de se deslocar para a zona sul, aja visto que quem manda na cidade são empresários, a reunidas tem o monopólio para as linhas de ponta negra que são insuficientes, o povo merece respeito, somos nós que saimos bem cedo para trabalhar e fazer acontecer a economia de natal, precisamos de mobilidade, ALGUÉM OLHE POR NÓS!!!! que todas as linhas que vão até cidade jardim sejam estendidas até ponta negra, e essa questão com relação a zona sul está resolvida!!!!é bem simples, só falta a vontade da SEMOB.

  • junioramedeiros

    isso não passa de uma represa-lha contra a volta da passagem a 2,20 reais e quem sempre paga o pato e u cidadão que tem um beneficio cortado de maneira absurda e sem aviso prévio como estamos vendo .

  • p-henriquesb

    Os empresarios fazem o que bem entendem nessa cidade essa reuniãozinha aí, é só jogo de cena, não resolve nada. Mais uma vez vamos tomar as ruas e exigir nossos direitos, já deu certo uma vez dará tembem dessa. E por mais que a velha imprensa tente diminuir as manifestações nós estaremos lá, e já passou o tempo em que os jornalões formavam opinião.

  • jwillian.uern

    E fora que quase nunca conseguia utilizar a integração, pego ônibus 73 no terminal e desço no midway, só que não dava tempo, pois o trânsito na ponte não possibilita eu chegar em menos de uma hora...

  • efp2014

    É uma verdadeira falta de respeito com ois usuários, e principalmente com ois moradores dos bairro de NOVA NATAL, BOA ESPERANÇA,CIDADE PRAIA,CAMARA CASCUDO,NORDELÂNDIA... Esse sim foram os mais prejudicados. Com a falta de ônibus para zona sul de Natal. Como é que fica a situação de quem precisa pagar quatro passagens por dia.???