Vestibular: UFRN define as regras para 2013

Publicação: 20 de Junho de 2012 às 00:00 | Comentários: 0
A+ A-
As novas regras para o Vestibular da Universidade Federal do Rio Grande do Norte foram aprovadas ontem pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CONSEPE). Este será o último vestibular realizado pela UFRN, já que a partir de 2014 o processo seletivo será feito, exclusivamente, através do Exame Nacional de Cursos (ENEM) e do Sistema de Seleção Unificada (SiSU). No Processo Seletivo Vestibular 2013 serão oferecidas 3.015 vagas, distribuídas nas diferentes áreas e campi da Universidade.

As inscrições serão efetuadas no período de 23 de julho a 27 de agosto deste ano (2012) exclusivamente pela internet. A taxa de inscrição, cujo valor proposto é de R$ 110,00 (o mesmo do ano anterior), será votada pelo Conselho de Administração (CONSAD) na próxima quinta-feira, 21. As provas serão aplicadas nos dias 25, 26 e 27 de novembro deste ano, nos municípios de Natal, Mossoró, Caicó, Currais Novos e Santa Cruz.

O edital de inscrição será publicado pela Comissão Permanente de Vestibular (COMPERVE) até a próxima segunda-feira, 25, quando os interessados poderão obter informações mais detalhadas sobre o processo seletivo.

Na reunião do CONSEPE, que aprovou esta resolução, foi aprovada, também, por unanimidade, uma moção de louvor à COMPERVE, pelos serviços prestados à Universidade, na organização de seu vestibular, durante os mais de trinta anos de sua existência.

Em 2013 só haverá vestibular para a entrada de alunos no primeiro semestre, com a divisão das vagas entre os candidatos que optarem pelo SiSU e pelo vestibular. Os cursos que tiverem entrada somente no segundo semestre terão todas as vagas preenchidas através do SiSU, com as notas do Enem.

Para o preenchimento de vagas em 2014, em que os candidatos participam da disputa por vagas em 2013, não haverá mais o vestibular. A UFRN definiu que 100% das vagas serão preenchidas através da Seleção Unificada.

Apesar das mudanças, a UFRN definiu que continuará utilizando o argumento de inclusão para os alunos oriundos da rede pública de Educação. Assim como ocorria no vestibular convencional, com o acréscimo de 10% na nota final, haverá o mesmo benefício aos candidatos da rede pública de ensino.

ENEM

Criado em 1998 com o objetivo de avaliar o desempenho do estudante ao fim da escolaridade básica, o Enem passou a também ser utilizado pelas universidades públicas como forma para o ingresso de novos estudantes. A seleção é feita pelo SiSU com base na nota obtida pelo candidato no Enem, no qual os candidatos podem consultar as vagas disponíveis e os cursos nas instituições que participam do programa. A UFRN foi uma das últimas instituições de ensino superior a adotar o exame como forma de entrada para novos alunos. Somente no processo seletivo de  2010 que a instituição abriu vagas em cinco cursos, para 2011, através do SiSU. Em 2012, o número de cursos subiu para 11, o equivalente a 6% do total de alunos. Com a decisão tomada pelo Consepe, 50% das vagas para o próximo ano já serão destinadas através do SiSU.



Deixe seu comentário!

Comentários