quarta-feira, 21 de fevereiro, 2024
25.1 C
Natal
quarta-feira, 21 de fevereiro, 2024

Alckmin anuncia R$ 270 milhões para inovação na cadeia automotiva em evento na CNI

- Publicidade -

O vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), Geraldo Alckmin, oficializou, em evento realizado nesta terça-feira, 21, na Confederação Nacional da Indústria (CNI), a destinação de R$ 270 milhões para inovação e eficiência energética na cadeia de autopeças e demais fornecedores automotivos. “Um recurso não reembolsável que será importante para a indústria brasileira”, disse Alckmin.

Os recursos serão destinados pelo Senai e pela Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), em iniciativa que faz parte do Programa Rota 2030, destinado ao setor automotivo com apoio ao desenvolvimento tecnológico, de inovação, eficiência energética e a qualidade dos automóveis.

Entre as iniciativas previstas está o lançamento de um edital de R$ 133 milhões para projetos estruturantes que envolvam alianças entre empresas e institutos de pesquisa.

Outro investimento será feito em projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação, junto a alianças industriais estabelecidas com empresas habilitadoras de tecnologias 4.0 para acelerar a inovação nas fornecedoras das grandes montadoras automotivas e para estimular projetos de pesquisa e desenvolvimento em toda a cadeia. O investimento do Senai será de R$ 70,4 milhões, sendo R$ 44 milhões voltados para projetos já em fase de contratação.

A Embrapii está disponibilizando cerca de R$ 30 milhões. Chamada de excepcional, essa modalidade garante aporte de 100% no projeto, com recursos não reembolsáveis até R$ 500 mil, e foco em tecnologias para o setor automotivo.

Por fim, outro ponto de investimento são as consultorias hands on. Voltadas para aumentar a digitalização e a produtividade das empresas da cadeia automotiva, que precisam alcançar as novas exigências tecnológicas do setor, as consultorias contarão com investimento de R$ 34 milhões. A meta é alcançar pelo menos 285 empresas.

Este é o segundo aporte para o setor em um mês. No dia 24 de outubro, o MDIC assinou Acordo de Cooperação Técnica com o BNDES incluindo o banco de desenvolvimento entre os operadores dos fundos dos Programas Prioritários do Rota 2030. Na ocasião, foram anunciados R$ 200 milhões para descarbonização automotiva.

Para o presidente da CNI, Ricardo Alban, o Brasil tem grande potencial de fortalecer a indústria automotiva a partir da inovação. “Para termos uma indústria automotiva cada vez mais sustentável é preciso investir em inovação e tecnologia, além de fomentar uma cadeia produtiva que trabalhe de forma integrada”, disse.

Estadão Conteúdo

- Publicidade -
Últimas Notícias
- Publicidade -
Notícias Relacionadas