segunda-feira, 17 de junho, 2024
28.1 C
Natal
segunda-feira, 17 de junho, 2024

Anac assegura agilidade para licitação do novo Aeroporto

O governador Iberê Ferreira de Souza recebeu a garantia da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) de que o processo licitatório para as obras do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante será agilizado. Iberê esteve reunido no final da tarde de ontem com a diretora-presidente da Agência, Solange Vieira, em Brasília. Também participou do encontro do deputado federal Henrique Eduardo Alves.

Solange Vieira, da Anac, e o governador Iberê se reuniram ontem em BrasíliaSolange assegurou ao governador empreender todos os esforços que lhe couberem para agilizar da licitação tão logo seja publicado o decreto que define a modelagem do novo aeroporto. Até porque, ressaltou a presidente da Anac, a obra está priorizada e foi inserida no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) é quem vai conduzir o projeto de concessão que viabilizará a construção do novo Aeroporto de São Gonçalo. Ao governador Iberê Ferreira, a diretora-presidente da Anac  afirmou que “o aeroporto de São Gonçalo do Amarante é uma obra irreversível dada a sua importância não apenas para o estado do Rio Grande do Norte, mas para todo o país”.

Iberê se disse satisfeito com a conversa com a diretora-presidente da Anac e frisou que o Estado também está fazendo a sua parte para que a aeroporto de São Gonçalo do Amarante, que quando concluído será o maior terminal de cargas da América Latina, seja uma realidade. 

Números

O Aeroporto Internacional de Cargas e Passageiros de São Gonçalo do Amarante terá a maior pista de pouso da região Nordeste. Além da pista principal, projetada para ter 3.000 metros de extensão e 60 metros de largura (a do Aeroporto Augusto Severo possui 2.600 metros por 45 metros), o Aeroporto de São Gonçalo terá mais cinco pistas de táxis, com dimensões variáveis.

Após a conclusão das pistas de pouso e táxi e da infraestrutura de segurança de voo (iluminação, sinalização, entre outros), o passo seguinte será a construção do terminal de passageiros do Aeroporto que, quando estiver totalmente concluído, terá capacidade para receber até 40 milhões de pessoas por ano.

O novo terminal chegou inclusive a ser destaque na Revista Veja, de circulação nacional, na edição do dia 7 de abril, na reportagem “Entre o céu e o inferno”, sendo considerado como “exemplar”.

“Essa é uma obra que definitivamente colocará o RN na rota dos grandes centros urbanos e comerciais do Brasil”, ressaltou o governador do estado, Iberê Ferreira de Souza.

Até o momento já foram investidos no aeroporto de São Gonçalo mais de R$ 130 milhões (de um total de R$ 650 milhões) em pistas de pouso, taxiamento e drenagem.

Últimas Notícias
Notícias Relacionadas