domingo, 14 de abril, 2024
29.1 C
Natal
domingo, 14 de abril, 2024

Enem 2023: com lentidão no site, estudantes têm dificuldade para ver nota

- Publicidade -

O momento tão aguardado para os estudantes inscritos no Enem ainda tem gerado ansiedade. A divulgação das notas do exame, anunciada pelo Inep às 10h30 desta terça-feira (16), tem encontrado dificuldade na prática. A Página do Participante apresenta lentidão, e muitos candidatos relatam não terem visto o resultado ainda.

Os resultados individuais e o balanço geral do Enem 2023 foram divulgados antes da liberação para consulta da nota, pelo Inep, responsável pela aplicação do exame. De acordo com o instituto, 60 candidatos alcançaram nota máxima na redação, sendo quatro alunos de escolas públicas do Espírito Santo, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro e Tocantins. Em 2022, foram 18 redações com notas máximas, ao todo.

A estimativa do MEC é que cerca de um milhão de participantes (37% dos candidatos) tenham atingido nota suficiente para acessar uma vaga em universidades públicas por meio do Sisu. Para essa conta, o ministério levou em consideração a nota de corte de 20% do total de cursos, aqueles que historicamente exigem menor pontuação.

Em relação ao Programa Universidade para Todos (ProUni), que oferece bolsas de estudos em faculdades particulares, o Inep entende que 61% dos candidatos têm nota suficiente para conseguir uma vaga, considerando a parcela de 25% do total de vagas, correspondente àquelas que exigem menor pontuação.

Ao todo, foram mais de 3,9 milhões de inscrições no exame, que funciona como o maior vestibular para as universidades públicas e privadas do País, além de mais de 50 universidades em Portugal e outros países. No entanto, do total de inscritos, 1,2 milhão não realizaram as provas.

Isso significa uma taxa de participação de 70%, dois pontos porcentuais acima do valor registrado em 2022, quando 68% dos inscritos realizaram a prova. A taxa de participantes em anos concluintes do ensino médio subiu de 38% para 46%, na comparação 2022 e 2023, o que significa, segundo o Inep, que mais estudantes estão realizando a prova como método de entrada no ensino superior.

As informações foram divulgadas em um evento na sede do Ministério da Educação, em Brasília, onde estiveram presente o ministro da Educação, Camilo Santana, e o presidente do Inep, Manuel Palacios. A partir desta terça, os candidatos que participaram dos dois dias de prova no ano passado também já podem conferir suas notas na Página do Participante.

Os testes foram aplicados em 5 e 12 de novembro de 2023 na versão regular. Nos dias 12 e 13 de dezembro foi realizada a versão PPL (para pessoas privadas de liberdade) e a reaplicação do exame para quem perder o exame por motivos justificáveis. O gabarito oficial e os cadernos de questões do Enem foram divulgados no portal do Inep no dia 14 de novembro do ano passado.

Com o resultado do exame, os participantes podem entrar na faculdade por meio do Sisu, que funcionará entre os dias 22 e 25 de janeiro, no site destinado ao programa. O programa seleciona estudantes para vagas em universidades públicas de todo o País com base na nota do Enem e também oferece algumas vagas internacionais.

Este será o primeiro ano em que o Sisu será aberto apenas uma vez, em janeiro. A edição de meio de ano foi cancelada, conforme publicação feita no Diário Oficial da União em 29 de dezembro.

O ProUni, que utiliza a nota do Enem para distribuir bolsas de estudo em instituições particulares, aceitará inscrições de 29 de janeiro a 1º de fevereiro, também pelo site oficial. Será realizada uma nova etapa de inscrições no segundo semestre, mas a data ainda não foi divulgada.

Com informações de Estadão Conteúdo

- Publicidade -
Últimas Notícias
- Publicidade -
Notícias Relacionadas