quinta-feira, 23 de maio, 2024
24.4 C
Natal
quinta-feira, 23 de maio, 2024

A carta fúnebre de Baudelaire

[Instagram @alexmedeiros1959]

No soneto “Remorso Póstumo”, do clássico As Flores do Mal, o poeta francês Charles Baudelaire expressa o sentimento mórbido e depressivo não raramente encontrado ao longo da sua obra. Quem por acaso perceber Augusto dos Anjos ali, o paraibano tinha 17 anos quando morreu o parisiense.

Vamos lá ao trecho do soneto, que apesar de romântico se derrama em linhas fúnebres: “O túmulo que tem seu confidente em mim / Porque o túmulo sempre há de entender o poeta / Na insônia sepulcral destas noites sem fim”. É Baudelaire em estado puro de angústia no vazio aberto por mil problemas.”
Ele acumulou em vida todos os fracassos e sentimentos de ausência, sofria colapsos oriundos de uma hemiplegia que lhe paralisava parte do corpo, além de ter contraído a sífilis, tão comum no nosso legado lusitano. Morreu sem ver uma edição de As Flores do Mal, referência para milhares de poetas depois.
Por várias vezes ensaiou se matar, uma alternativa radical para escapar dos problemas familiares, das constantes e corrosivas críticas literárias, da falta de dinheiro e do alcoolismo que adquiriu a partir de tudo isso. Aos 24 anos apenas, buscou na ponta de um punhal o fim de todos os seus martírios.
A fracassada tentativa de suicídio foi em 1845, três anos após ter conhecido a dançarina haitiana Jeanne Duval, que se tornaria sua amante e musa, devidamente retratada numa tela do pintor Édouard Manet. Ao praticar o improvisado haraquiri ocidental, Baudelaire fez uma carta de despedida.
Ele começa a missiva usando um dos sobrenomes utilizados pela mulher, Lemer (ela usava também Lemaire e Prosper, não se sabe o mais certo): “Quando, Jeanne Lemer, te entreguem esta carta, estarei morto”, diz o poeta, que ao longo da despedida escreve coisas como “horripilante inquietude”.
Num trecho, dizia ser “insuportável tanto a fadiga de dormir quanto a de despertar”, num claro quadro de vazio na alma que lhe contaminava o corpo. A carta era uma versão crônica dos tantos versos que cantavam seu desconforto. Se o punhal falhou, coube à sífilis o golpe certo matando-o dois anos depois.
Prestes a completar 180 anos daquela punhalada, a carta do poeta para sua musa foi leiloada em 2018 numa casa de leilão em Paris, sua terra natal. Um colecionador arrebatou o manuscrito por 234 mil euros, um valor que Baudelaire jamais imaginou ganhar em vida. O preço três vezes maior que o avaliado.
Juntamente com a carta do quase suicídio, foram arrematadas também outras cartas, enviadas a Charles Baudelaire por figuras como Victor Hugo, Delacroix e Manet, além de alguns poemas que ele remeteu ao então seu editor Auguste Poulet-Malassis.
Considero cartas, poemas e livros perdidos ou esquecidos como sementes e essência de espíritos livres, mas presos ao romantismo sem fim que – quer queiram ou não os racionais – existe e persiste. Que as flores do mal ou do bem nunca parem de germinar.

No poço
O governo Lula III é um poço até aqui de lágrimas (até a companheirada faz greve). Em apenas um ano e dois meses de poder, a dívida já subiu R$ 1,080 trilhão e está acumulada em R$ 8,3 trilhões. A relação dívida/PIB subiu 75,6%.

Dribles
Em poucas horas o Congresso Nacional deu dois dribles no governo Lula. Primeiro foi o Senado aprovando a criminalização do porte de drogas. Depois a Câmara aprovou o uso de força policial contra as ações delinqüentes do MST.

Cadeia
O senador Sérgio Moro deu um tiro de sniper no petista Zeca Dirceu, que desejou nas redes que o ex-juiz fosse preso. Moro devolveu: “cadeia é coisa do teu pai”. Aliás, quem é preso na ditadura e na democracia tem “know-how”.

Resmungo
A choldra esquerdista do PT, PCdoB, PSOL e Rede está relinchando com um fato curioso na rede social X. Seus parlamentares e líderes perderam seguidores, enquanto os liberais e conservadores aumentaram seus follows.

Pirataria
A empresa Starlink, de Elon Musk, está reprimindo com sucesso o mercado negro de internet via satélite em países da África, como Zimbábue, Sudão e África do Sul. Os piratas estão recebendo um aviso e sendo desconectados.


Conflitos
As guerras de Rússia vs Ucrânia e Israel vs Irã estão alertando diversos países para um risco de uma grande escalada de conflitos. Terça-feira, o conselho de ministros da Espanha aprovou mais de 1 bilhão de euros para os militares.

Naufrágio
Depois de uma longa liderança na Premier League, o time do Liverpool entrou no “modo Botafogo” e perdeu pontos na reta final, como a derrota em casa para o Crystal Palace, um dos lanternas. E na UEFA foi goleado pelo Atalanta.

Alemanha
Campeão da Bundesliga sob o comando do jovem basco Xabi Alonso (43), o time do Bayer Leverkusen é o único europeu ainda invicto na temporada, somando 38 vitorias e 5 empates em 43 jogos, recorde da Juventus em 2012.

Famílias
Galbi Saldanha e Fabiano Veras lançam hoje, às 10h, no salão nobre da Assembleia Legislativa, o livro “Memorial Político dos Veras e Saldanhas”, contando a trajetória parlamentar das duas famílias desde 1874 até hoje.

História
Também hoje, às 17h, tem o projeto Quinta Cultural no Instituto Histórico e Geográfico com a palestra “Guerra Naval na Costa Nordestina”, do historiador João Ferreira Leal Neto. O evento irá ocorrer no salão nobre do IHGRN.

Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.

Últimas Notícias
Notícias Relacionadas