sábado, 2 de março, 2024
33.1 C
Natal
sábado, 2 de março, 2024

C’est la confiance

- Publicidade -

Dom João Santos Cardoso
Arcebispo de Natal

No dia 15 de outubro de 2023, o Papa Francisco promulgou a Exortação Apostólica “C’EST LA CONFIANCE” para celebrar o 150º aniversário de Santa Teresa do Menino Jesus e da Santa Face. O Papa ressalta a importância central da confiança no amor misericordioso de Deus, citando as palavras de Santa Teresinha que sintetizam a genialidade de sua espiritualidade: “só a confiança e nada mais do que a confiança tem de conduzir-nos ao Amor.” Esta frase destaca a relevância da confiança como um caminho essencial para nos guiar ao amor divino, transformando-nos em canais de misericórdia para os outros.


Santa Teresinha é amplamente reconhecida e amada em todo o mundo, inclusive por não-cristãos e não-crentes. Apesar de sua simplicidade e da brevidade de sua existência terrena, sua espiritualidade única brilhou intensamente, irradiando-se após sua morte e sendo prontamente reconhecida pela Igreja por seu testemunho extraordinário e pela originalidade de sua espiritualidade evangélica.


Em C’EST LA CONFIANCE, o Papa destaca a duradoura influência espiritual de Santa Teresinha, levando São Pio X a reconhecer sua estatura espiritual, chegando a afirmar que ela se tornaria a maior Santa dos tempos modernos. Os pontífices sucessores de Pio X continuaram reconhecendo o legado espiritual e enfatizando a importância de Santa Teresa na Igreja Católica. São João Paulo II, em 1997, a proclamou Doutora da Igreja, reconhecendo-a como “perita da scientia amoris” (perita na ciência do amor). Bento XVI retomou o tema da “ciência do amor” e propôs Santa Teresinha como guia para todos, especialmente para o ministério dos teólogos. O próprio Papa Francisco, além de suas catequeses, quis destacar o reconhecimento da Igreja a Santa Teresinha com a publicação de sua Exortação Apostólica, sublinhando a importância da confiança e do amor na espiritualidade cristã.


Nos parágrafos 14 a 22 de C’EST LA CONFIANCE, o Papa Francisco nos lembra de uma das descobertas mais significativas de Santa Teresa do Menino Jesus, o chamado “caminhito”, também conhecido como o caminho da confiança e do amor, ou o caminho da infância espiritual. Esse caminho, revelado pelo Pai Celestial aos pequeninos, é acessível a todos, independentemente do estado de vida ou dos momentos da existência. Essa abordagem espiritual destaca a importância de permanecer pequeno e confiante, conforme Teresinha descreveu em “História de uma alma”. Nesta obra, ela comparou seu caminho espiritual a um elevador, onde os braços de Jesus são o “ascensor” que a eleva ao Céu, enfatizando sua pequenez e dependência da força amorosa do Senhor.


O caminho da infância espiritual, aberto por Jesus aos pequenos e aos pobres, destaca o primado da ação divina sobre os esforços humanos. Santa Teresa sublinha que não conta com seus próprios méritos, mas confia na virtude e santidade de Deus, que a elevará e a tornará santa. Ela ressalta que, diante da impossibilidade de ter certeza sobre seus méritos, é essencial confiar na ação divina e no amor incondicional de Cristo. Portanto, ela direciona sua confiança para a infinita misericórdia de Deus, enfatizando que a atitude mais adequada é depositar a confiança fora de si mesma, na misericórdia divina demonstrada na Cruz de Jesus. Sua abordagem não contradiz a doutrina católica tradicional sobre o crescimento da graça, mas destaca o primado da ação divina e a necessidade de confiar plenamente no amor de Deus.


Em resumo, o “caminhito” de Santa Teresa ressalta a confiança incondicional na ação divina, promovendo a humildade, a gratidão e a total dependência ao amor misericordioso de Deus. Essa confiança transcende a mera busca pela própria santificação, abrangendo toda a existência e convida-nos a um “abandono” total ao Amor. “A confiança plena, que se torna abandono ao Amor, liberta-nos de cálculos obsessivos, da preocupação constante com o futuro, dos medos que tiram a paz” (C’EST LA CONFIANCE 24). Ao acreditarmos no amor ilimitado de um Pai divino, independentemente do que o futuro nos reserva, conseguiremos superar desafios, e o plano de amor e plenitude de Deus se concretizará em nossas vidas.

Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.

- Publicidade -
Últimas Notícias
- Publicidade -
Notícias Relacionadas