sexta-feira, 19 de abril, 2024
26.1 C
Natal
sexta-feira, 19 de abril, 2024

Em busca do gol 1000

- Publicidade -

[Instagram @alexmedeiros1959]

O futebol moderno teve origem na Inglaterra em meados de 1800, tendo suas regras padrão estabelecidas em 1848. Em 1863 foi formada a primeira associação de futebol com times ingleses e escoceses e no início de 1900 acontece a criação da Federation Internationale de Football Association (FIFA) cuja principal finalidade era organizar jogos internacionais de futebol, incluindo a Copa do Mundo que teve sua primeira edição em 1930, no Uruguai.

Desde então, a trajetória do mais popular esporte da Terra é forjada e escrita por seus milhões de jogadores, uns mais outros menos nos aspectos do talento, da técnica, da raça e da disciplina. Entre tantos, poucos são aqueles responsáveis pelo instante mais mágico de uma partida: o gol. As dezenas de atletas que acumularam acima de 300 gols oficiais compõem uma estatística de clube seleto. E agora, temos dois lutando para atingir a marca de 1000 gols.
O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi, duas máquinas de fazer gols e de conquistar glorias para seus respectivos clubes e seleções, estão a menos de 200 tentos distantes de sacramentarem a incrível marca.
Sempre é bom informar que até hoje nenhum jogador conseguiu converter 1000 gols em jogos oficiais reconhecidos pela FIFA. E digo também que em jogos amistosos e festivos 16 goleadores conseguiram; 5 deles são brasileiros.
No último fim de semana, Ronaldo marcou mais três gols, na vitória do Al-Nassr por 5 x 1, chegando a 882 gols oficiais, tudo devidamente computado pela entidade mundial do futebol. Faltam agora mais 118 para o grande feito.
É evidente que na soma dos gols que o luso marcou em jogos amistosos e como juvenil do Sporting a marca de 1.000 já foi alcançada, como ocorreu com Messi que atingiu a contagem em 2018 em jogo contra o Deportivo La Coruña.
No vácuo do seu principal rival com quem vem dividindo a disputa de melhor do mundo desde 2008 (interrompidos apenas duas vezes por Modric e Benzema), o gênio de Rosário está com 826 gols e faltando mais 174 para 1000 oficiais.
Nas tabuletas da FIFA, os 20 maiores artilheiros do mundo estão listados nos números anotados pela IFFHS – Federação Internacional de História e Estatística do Futebol. Apenas outros dois, além de Ronaldo e Messi, seguem em atividade: Lewandowski e Suárez.

Confira os matadores e seus gols

01 – C. Ronaldo (Portugal) 882 gols
02 – Messi – (Argentina) 826
03 – Josef Bican (Áustria) 759
04 – Pelé (Brasil) 757
05 – Romário (Brasil) 745
06 – Gerd Müller (Alemanha) 735
07 – Puskas (Hungria) 704
08 – Jimmy Jones (Irlanda) 647
09 – Lewandowski (Polônia) 644
10 – Eusébio (Portugal) 621
11 – Morlock (Alemanha) 609
12 – Ibrahimovic (Suécia) 573
13 – Luís Suarez (Uruguai) 562
14 – Isidro Lángara (Espanha) 525
15 – Zico (Brasil) 522
16 – Hugo Sánchez (México) 516
17 – Di Stefano (Argentina) 509
18 – Ferenc Bene (Hungria) 508
19 – Roberto Dinamite (Brasil) 507
20 – Jef Mermans (Bélgica) 500

Invernada
Os 100 milímetros de chuva que iriam cair em Natal na quarta-feira, 27, como previra o serviço meteorológico, felizmente foram despencar no interior. Em que pesem os incômodos, a água foi recebida como um milagre da páscoa.

Mensagens
No domingo, as mensagens de Joe Biden e Donald Trump foram bem distintas. O primeiro disse que era um “dia da visibilidade trans nos EUA”. O segundo afirmou que era “o sofrimento, a morte e a ressurreição de Jesus filho de Deus”.

Silêncio
A esquerda e o feminismo caladinhos com a nomeação do general Richard Nunes na chefia do Estado-Maior do Exército. Ao nomear, Lula sabia que foi ele a indicar Rivaldo Barbosa na Polícia Civil, um dos carrascos de Marielle.

1964
Dilma Rousseff disse que “manter a memória sobre 1964 é crucial para não repetir a tragédia”. Vamos parafraseá-la: “manter a memória sobre 1964 é crucial para não deixar a comuna jeca repetir a tentativa de cubanizar o Brasil”.

Picardia
Lula e Joe Biden foram alvos de ironias pesadas no X (ex Twitter) no sábado e domingo, respectivamente. A hashtag “LulaCorno” liderou o dia todo nos assuntos mais replicados. E circulou uma foto de Biden e Obama na cama.

Incomodando
A nota com a ironia ferina do francês Jean-Baptiste sobre Macron e sua mulher irritou blogueirinho encarnado. Notas assim eu sempre escrevo para os que se irritam, os que adotam o politicamente correto, os lacradores da onda woke.

Dez mais
Anualmente surgem listas com os maiores craques de todos os tempos. Novo ranking top 10 do jornal britânico Daily Mail é o primeiro que inclui Zico (em 9º entre Garrincha e Cristiano). Messi lidera, seguido por Pelé e Maradona.

É pouco
O garoto Endrick repetiu contra o Santos uma atuação que foi constante na seleção pré-olímpica (que acabou desclassificada aos Jogos de Paris). Sua performance aos 17 anos está bem abaixo da de Neymar com a mesma idade.

Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.

- Publicidade -
Últimas Notícias
- Publicidade -
Notícias Relacionadas