segunda-feira, 17 de junho, 2024
28.1 C
Natal
segunda-feira, 17 de junho, 2024

Chove no Ceará e no Piauí

Chove nas ribeiras do Padre Cícero Romão e chove nas ribeiras do poeta Patativa do Assaré. Chove em terras do Ceará, isso derna do amanhecer de domingo renovando esperanças do sertanejo. São boas as  chuvas que caíram de quarta-feira para o alvorecer de quinta nas regiões do Sertão Central e Inhamuns e do Cariri. Chuva de até 91 milímetros (é um dilúvio), como a que  caiu no distrito de Aratama, município de Assaré, terra do grande poeta Patativa. Patativa do Assaré. Viva! Aratama fica no caminho do município de Campos Sales, que está a um pulo da divisa com o Piauí, beirando a Chapada do Araripe, que separa o Ceará de Pernambuco. Na cidade de Araripe a chuva foi de 22 mm e em Campos Sales, uma peneira de 4.

Na região do Cariri, no sul do Ceará e colada com a região do Inhamuns e do Sertão Central, choveu 65 mm em Crato, 41 em Farias Brito, 26 em Missão Velha, 24 em Brejo Santo, 18 em Milagres, 12 em Juazeiro do Norte e 11 em Barro. Em dois dias seguidos choveu 85 mm em Farias Brito, 73 mm no Crato, 68 em Missão Velha, 48 em Juazeiro do Norte. O Padim Ciço,  lá de cima,  só cubando.

Esses números são da Funceme (Fundação Cearense de Meteorologia) que no seu boletim  de ontem acrescenta informações de  outras chuvas nas regiões do Maciço do Baturité (20 mm em Palmacia) e  na região do Ibiapaba (Ipueiras, 10 mm). Além de chuvas finas no litoral

Outra boa notícia: voltou a chover também no semi-árido do Piauí. Em Picos, por exemplo, chove derna de domingo. As notícias dão conta de chuvas desde lá de baixo, de São Raimundo Nonato, na parte do sudeste do Estado, próximo à divisa com a Bahia, até Canto do Buriti, indo no rumo de Floriano, beirando as águas do Parnaíba, voltando por Oeiras, eita sertão brabo. O pessoal voltou a plantar.

A previsão do CPTEC (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos), do Ministério de Ciência e Tecnologia, para o dia de hoje é  de “pancadas de chuvas à tarde no  Centro-Leste de Pernambuco, na Paraíba, no Centro do Ceará e no Oeste e Centro-Norte do Piauí. No Norte do Ceará e do Rio Grande do Norte: sol e possibilidade de pancadas de chuva”

Já o último boletim da Emparn é do dia 25 de janeiro com uma “noruega” besta de 2 mm em Nísia Floresta.

Estrada

Alguém de bom senso afirmaria que o recapeamento da BR-101, no trecho viaduto de Ponta Negra-Parnamirim, é uma obra necessária? Duvido. Quanto menos  prioritária. Prioritária, sim, é a continuação no alargamento da BR-304, trecho entre Parnamirim e Macaíba, paralisadas há uns 3 anos. O recapeamento da 101 é um desperdício. É botar dinheiro público  fora.

Para devolver a toga

Contundente o artigo de Augusto Nunes no Jornal do Brasil, de ontem, estalando o chicote no lombo do ministro Nelson Jobim, presidente do Supremo Tribunal Federal. “Devolva a toga, companheiro” é o título. Fazia um tempão que não lia nada parecido na imprensa. Lendo-o me veio à lembrança o tempo dos açoites de  Carlos Lacerda em seus artigos demolidores na Tribuna da Imprensa. Tempos de Getúlio, tempos de JK.

O artigo de Augusto Nunes começa assim: “A toga de Nelson Jobim nunca lhe caiu bem: o traje de ministro do Supremo Tribunal Federal não costuma ajustar-se a políticos profissionais. Desde a posse em 1997, sofreu sucessivas avarias provocadas pelas traças da suspeita. Foi reduzida a farrapos nesta terça-feira, vítima do atrevimento de um predador das urnas fantasiadas de juiz”

Chega  a dar arrepios cívicos…

Recomendo ainda a leitura da coluna de Dora Kramer, do Estadão de ontem: “Confrontador-geral da República”. Para a brilhante jornalista, “o presidente do Supremo Tribunal Federal já passou do ponto há tempos”.

Das manchetes – Do Correio Braziliense: “Jobim larga a toga e sobe no palanque”. De O Globo: “Perto de deixar o STF, Jobim dá nova liminar contra CPI”.

Viva fevereiro

Simpático e moderno este mês de fevereiro. Só tem 28 dias. Mas o deste ano, por conta do carnaval, terá na verdade apenas 24, um pouquinho além de três semanas. Tirando os domingos, restarão 21 dias. De dias chamados “úteis” mesmo,  é coisa de 17. Só o Congresso consegue esse recorde.

Das calçadas

O prefeito, entre uma prosa e outra, poderia criar a Secretaria das Calçadas. Pelo visto seria mais útil que a  da Saúde, a dos Serviços Urbanos, a qualquer outra.

Estão acabando com as calçadas das Cidade. Pior: estão expulsando o pedestre, coitado cidadão, de usá-las. Seu derradeiro direito.

São Francisco

O Palácio do Planalto faz silêncio sobre o projeto de transposição do Rio São Francisco. Por onde anda o ministro Ciro Gomes? Leio agora nos jornais da Paraíba que,  quarta-feira da semana que vem, haverá uma reunião em Boqueirão, arredores de Campina Grande, juntando deputados daquele Estado e mais do Ceará, Rio Grande do Norte e de Pernambuco para tratar do projeto.

E qual é a força de um deputado nesta altura do campeonato?

Da governadora

A governadora está voltando. Lê-se em todos os jornais e está em todas as colunas. A governadora viaja pela Europa. E o PMN atrás.

Como é confuso e incompetente (por que não irresponsável ) esse Ministério de Transportes de Lula!

Além do mais,  a obra que está sendo executada pelo Batalhão de Engenharia vem causando problemas para palestinos e  judeus e irritando cristãos e muçulmanos que são condenados a usar o trecho, o único acesso a esta maltratada cidade pelas BRs 101 e 304 (indo e vindo) e por onde trafegam, certamente, mais de 80% de sua população e bem mais da metade de sua economia.

Uma tarde dessas fiquei dentro do meu carro emparedado quase 1 hora. O Batalhão “trabalhava” ao mesmo tempo nas três pistas.

E olhe que nem falei dos batentes que ficaram ao longo do trecho que está sendo “trabalhado”.

Últimas Notícias
Notícias Relacionadas