segunda-feira, 17 de junho, 2024
28.1 C
Natal
segunda-feira, 17 de junho, 2024

Os cajus de Navarro

Woden Madruga 


Na gaveta dos papéis desarrumados encontro três joinhas. São cartas (cartinhas, não chegando a 20 linhas, cada) de Newton Navarro, poeta e pintor; de Sanderson Negreiros, poeta e cronista; e de Celso da Silveira, poeta e ator. A de Navarro já passou dos 50 anos, lá se vai meio século. Foi escrita em 1971, nem se pensava na ponte.  Vai na íntegra:

“Natal, 16 de dezembro de 1971
Meu caro Woden:
Sua coluna, como de sempre, que acolhida deu aos meus desenhos expostos em Brasília! Lembra assim, copa larga de cajueiros da Redinha, onde os amigos se reúnem sempre e se faz ainda piquenique com cachaça, lembranças e suculentos cajús daqueles, ainda de folhas cor de vinho, do poeta Cardozo…
Quero lhe agradecer, com todo o sentimento de amizade, a maneira fraternal com que você me acolheu na sua secção do velho jornal, onde sempre encontrei pouso para minhas crônicas, também pudera! Venho da fundação do jornal.
Por mim, agradeço a quantos fazem Tribuna do Norte, pelas notas dadas a respeito da exposição de desenhos. Reparto o sabor da vitória conseguida com os amigos e com isto me sinto compensado.
Seu amigo de sempre
Newton Navarro. ”
A carta-bilhete de Sanderson Negreiros não está datada, mas deve ter sido coisa dos anos de 1990. Vamos lê-la:
“Caro WM
No bilhete que publiquei em sua coluna, domingo passado, a revisão mudou a expressão, lá escrita, de “modernos Catões”, com C de cadeira, para “modernos gatões”. Catão, como você sabe, foi aquele personagem, na Roma imperial, que dedurava todo mundo sem olhar para os próprios defeitos. E para terminar a história toda: enfatizei a injustiça a injustiça cometido comigo, menos por mim, e mais para defender a classe nossa, de professores, que tempos sido alvo e saco de pancada por todos os erros que têm sido cometidos na Universidade.
O professor paga tudo… Falta-nos sentido de solidariedade. A classe só se une em torno de temas ideológicos, quando se une. Não temos o chamado “espírito de corpo”. Atenção, revisão: não vá botar “espírito de porco”. Por hora, é só, além do efeito estufa que está causando calor demasiado.
Do amigo, 
Sanderson Negreiros.”
Agora, a carta de Celso da Silveira:
“Natal, 28.06.92
Caro Woden:
Pelo Jornal de WM estou sabendo da mudança da Confeitaria Atheneu e da festa de despedida da confraria que a frequenta, nesta quarta-feira.
Por volta de 1958, um grupo de jornalistas, universitários e intelectuais fez do local a sede da Confraria dos Gatos Pretos, com o lema: “À Noite Todos os Gatos São Pardos”, reunindo, uma vez no mês, nos altos do 1º andar, figuras como Hélio Vasconcelos, Varela Barca, Moacyr de Góes, Serquiz Farkatt, Expedito Silva, Chagas de Oliveira, Newton Navarro, eu e outros.
O material serviu-me para uma reportagem na “Folha da Tarde”, do finado Djalma Maranhão – guru do grupo. Lembro o episódio para conclamar, por seu intermédio, os “gatos” sobreviventes do tornado existencial, a comparecerem a essa festa, em solidariedade aos nossos amigos que hoje ocupam o espaço. 
Abraço de
Celso da Silveira. ”

Política Nas rodas políticas o mote das conversas da semana foi a pesquisa eleitoral da Exatus mostrando o candidato Carlos Eduardo Alves, do PSD, bem à frente na disputa pela prefeitura de Natal, eleição do ano que vem. Aparece com 27,72% das intenções de voto, quase o dobro da candidata Natália Bonavides, do PT, com 15,01%. No terceiro lugar, com 7,46%, o candidato (ainda sem nome) apoiado pelo atual prefeito Álvaro Dias.
No quarto lugar, o Rafael Mota (PSB), com 6,5%. Em quinto, Paulinho Freire (União Brasil), com 5,35%, seguido de Irapoã Nóbrega, 4,88% e Girão, do PL, com 4,2%. Em oitavo lugar, Eudiane Macedo, do PV, com 2,1%,
Festa do Boi Faltando apenas 12 dias para a abertura da Festa do Boi, montada no Parque Aristófanes Fernandes, em Parnamirim: dia 7 de outubro. Na lista das maiores exposições agropecuárias do país. Previsões de negócios acima dos 70 milhões de reais. Em seus currais, estábulos e pavilhões mais de mil cabeças de bovinos de várias raças registradas, além de outras 800 cabeças nos currais da “coréia” que volta às suas atividades. Acrescente mais de 3 mil cabeças de caprinos e ovinos.
 Outro destaque:  o Pavilhão do Sebrae, parceira da Anorc e da Secretaria de Agricultura e Pecuária do Estado na grande exposição.  Lá vai acontecer, entre outras atrações, a excelente mostra de queijos artesanais de nossos sertões.
Sandoval Wanderley Para não esquecer:  quarta-feira que vem, 27, é o aniversário de nascimento de Sandoval Wanderley (Assú, 1893). Jornalista, poeta, dramaturgo, ator e político. Fundou e dirigiu vários jornais. Também fundador e diretor de grupos teatrais. Foi deputado estadual e vereador em Natal. Um grande potiguar. Faleceu em 10 de julho de 1972 aos 78 anos de idade.
Dica de uma boa leitura: seu livro de memórias, “Minha Luta Política”. 
Gilberto Gil  Ótima notícia: Gilberto Gil será agraciado com o título de Doutor Honoris Causa da Universidade Nova Lisboa, de Portugal. A solenidade está marcada para o dia 31 de outubro, quando a universidade celebra os 50 anos de sua fundação.
O reitor João Sàágua, disse que “a distinção, no momento em que Gil completa 60 anos de carreira, serve para honrar a trajetória de um símbolo da cultura lusófona. ”
Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor. 
Últimas Notícias
Notícias Relacionadas