segunda-feira, 17 de junho, 2024
28.1 C
Natal
segunda-feira, 17 de junho, 2024

Um mês inesquecível

Janeiro será um mês inesquecível na memória da governadora Wilma de Faria. Teve a viagem  a Europa. O delicioso frio de Portugal e de Espanha. Os queijos da Serra da  Estrela, os vinhos de Riojas e do Alentejo. Madrid, o Madrid Barroco, a Igreja de Montserrat, a Ponte Toledo. Cervantes na Plaza de Espanha; Plaza Mayor, Porta de Alcalá. As noites de Madrid! Depois a Itália, ah, a Italia, Roma, Veneza, as gondolas! Os jornais de ontem daqui da aldeia registram a passagem da governadora por Berlim, mas as colunas sociais não fazem nenhuma reverência se houve escala na em Paris. Confirma, porem, que a governadora descerá hoje em Parnamirim de Agnelo Alves. É, sim, uma viagem inesquecível

Mas janeiro também ficará na memória de Wilma de Faria por conta dos revezes que sofreu na área política. Uma pesquisa do Instituto Certus dá uma vitória de Garibaldi Filho no primeiro turno das eleições de outubro com uma maioria folgada de 19,08%  sobre a governadora. Os números exatos foram estes: Garibaldi Filho com 53,51% das intenções de votos e Wilma com 34,43%. Ninguém, 8,85% e Não Sabe 3,13. Nas duas outras pesquisas que o mesmo instituto realizou ano passado, Garibaldi mantém praticamente a mesma vantagem.

Outro dado que chama a atenção na pesquisa da Certus é o alto índice de rejeição do eleitorado à candidatura de Wilma de Faria. Passa dos 23 pontos. Exatos 23,66%. É um limite perigoso para quem pretende disputar uma eleição. Já a rejeição ao nome de Garibaldi é de apenas 10,23%. A do senador José Agripino ficou em 16,26%

Garibaldi ganha de Wilma em todas as regiões do Estado. Ganha em Natal e ganha em Mossoró, os dois principais colégios eleitorais.

Esses números deixaram  tontos os marqueteiros da governadora. Até porque três anos de governo, a caneta cheia, o diário oficial à sua disposição  e uma fabulosa máquina publicitária na midia, principalmente na televisão, a governadora Wilma não tem conseguido passar   da casa dos 26% das intenções de voto quando o cenário da disputa é montado com Garibaldi Filho e José Agripino. Alías, na pesquisa de janeiro ela obteve apenas 22,98% das intenções. Garibaldi teve 41,76% e José Agripino, 20,76%.

Outro vexame político da governadora no mês de janeiro foi a sua fragorosa derrota na eleição municipal de Macau.

São coisas que ninguém esquece. Janeiro, um mês inesquecível.

Aluízio Alves

O ministro Aluizio Alves, fundador desta Tribuna do Norte, passou a tarde de ontem nesta Casa. Fez uma reunião administrativa com o diretor Ricardo Alves e depois abriu, em sua sala, uma sessão de conversa com o diretor da Redação Carlos Peixoto, mais o Ricardo e este orador que vos fala.

O mote foi o seriado JK da Globo, que ele assiste todas as noites. Está gostando.  A partir daí fomos remexer no passado político, ele deputado federal aos 22 anos, sua atividade jornalística no Rio de Janeiro,  a UDN, Carlos Lacerda,  o governo agitado de Getúlio e o seu final trágico, até chegar aos "anos dourados" de Juscelino, o Rio, a cidade realmente maravilhosa, seus restaurantes, suas boates, suas casas de espetáculos, sua rica vida cultural. Foi uma conversa amena, a memória do doutor Aluizio em forma, enriquecendo os nossos conhecimentos.

Garibaldi Filho

O senador Garibaldi Filho faz hoje 59 anos de idade. Vai comemorá-los no meio da família. Ontem, sexta, passou o dia praticando o esporte que mais gosta: política. Conversas atenadas entre a capital e o interior

Chuva

Continua chovendo na região do Cariri, sul do Ceará, parede meia com o Oeste da Paraíba e de Pernambuco. O boletim de ontem da Funceme registrava chuvas em Missão Velho, 21 milímetros, Crato, 20, Abaira, 15, Brejo Santo, 7 e em Farias Brito, 4,6mm. Em Assaré, no Inhamuns, foram 12 mm. Há previsão de que, neste sábado, pode ocorrer pancadas de  chuvas no Oeste do Rio Grande do Norte. Deus te  ouça.

Vaquejando o tempo

Segunda-feira que vem, 6, coisa das 9 horas da manhã, o meteorologista Gilmar Bristot, dos quadros da Emparn, fará uma palestra no auditório da Emater (Centro Administrativo do Estado). Falará sobre "Condições de previsão de chuvas para o semi-árido do Rio Grande do Norte em 2006".
Até agora é o assunto mais importante na pauta norte-rio-grandense que, não se sabe porque,  continua insistindo no aeroporto de São Gonçalo.  Uma miragem de tunisianos. Ou seriam marroquinos?

Mulher na Paraíba

Leio nos jornais de João Pessoa que o senador José Maranhão, do PMDB, que lidera as pesquisas da eleição de governador, poderá ter uma mulher como companheira de chapa.
Trata-se da vereadora Nadja Palitot. Ela é do PSB.
O que é a natureza. Na Paraíba, PMDB e PSB se amam. Aqui, nesta terra de Poti mais afoita, nem pensar em tal amigação.

Viva a música!.

Deu na coluna de Ancelmo Gois, de O Globo:
– Lula vai assinar um decreto que faz de 5 de março o Dia Nacional da Música Clássica. A iniciativa foi de Ana de Hollanda, a brava diretora de Música da Funarte, que sugeriu a data por ser dia do nascimento do grande maestro Heitor Villa-Lobos. Salve ele!

O livro de Osório

A partir das 10 horas de hoje, no Sebo Vermelho (Rio Branco, 705), Osório Almeida, condestável da Calçada do Café São Luís e um dos baluartes, sim, baluartes, da imprensa e literatura alternativas desta terra de Poti mais bela, estará autografando o seu livro (cabe em qualquer bolso) "De volta ao Castelo do Graal".  A edição é da  Editora Sebo Vermelho. Depois o pessoal todo pega o rumo do Beco da Lama.

 

Últimas Notícias
Notícias Relacionadas