sexta-feira, 21 de junho, 2024
25.1 C
Natal
sexta-feira, 21 de junho, 2024

Notas & Comentários

[ [email protected] ]

PT a favor dos presos
Difícil de entender a coerência dos petistas. Em votação no Congresso Nacional nesta semana, o partido votou em peso – inclusive com o apoio dos deputados federais Natália Bonavides e Fernando Mineiro – para manter o direito dos presos pela polêmica “saidinha” em datas especiais para visitar os familiares. Mas, por outro lado, também foram favoráveis a criminalização do que consideram fake news nas redes sociais. Pela lógica do PT, quem supostamente divulgar uma mentira deve ser punido, já quem está condenado pela Justiça por crimes muitas vezes graves merece a “saidinha”. Complicado.

Em tempo

O apoio de Natália a “saidinha” dos presos é apenas mais uma postura polêmica da parlamentar. Apenas para ficar nos fatos mais recentes, a petista deu apoio ao MLB que se mantém em um terreno privado de Natal, após invasão que já se aproxima de 4 meses de duração; e votou a favor da volta do DPVAT, mais um imposto para o povo pagar. E ainda teve coragem de ir às redes sociais para defender a iniciativa. PT sendo PT.

“Enrolation”

Por falar em Natália Bonavides, a deputada federal concedeu nesta semana uma entrevista a rádio 96 FM e, em praticamente todas as perguntas, buscou evitar respostas que pudessem lhe comprometer. Falou tanto que faltou tempo para os entrevistadores questionarem fatos importantes que ficaram de fora. Uma enrolação sem tamanho.

Pesquisa em Natal

O deputado federal Paulinho Freire (União Brasil), pré-candidato a prefeito de Natal, apareceu em segundo lugar na pesquisa de intenção de voto em Natal, divulgada na quarta-feira (29), em levantamento feito pela Seta/BG. Na pesquisa estimulada, o ex-prefeito Carlos Eduardo tem 35,6%. Paulinho Freire vem em segundo, com 17%. A deputada Federal Natália Bonavides em terceiro, com 13% e Rafael Mota com 4.6%. A pesquisa foi realizada entre os dias 23 e 24 de maio, com 800 entrevistas, margem de erro de 4% e registrada no TSE com o número: RN 04926/2024.

Comparativo
Paulinho cresceu 4%, Natália e Rafael estacionaram e Carlos Eduardo perdeu 0,5%, em relação a pesquisa Seta/BG realizada entre os dias 3 e 4 de abril, com 800 entrevistados, margem de erro de 3,5%, com registro no TRE-RN com o número RN 01739/2024;

São Gonçalo

Nova pesquisa do Instituto Item mostra empate técnico na disputa pela prefeitura de São Gonçalo do Amarante entre o prefeito Eraldo Paiva (30,2%) e o ex-prefeito Jaime Calado (31,8%) na espontânea com uma diferença de apenas 1,6%. O levantamento foi encomendado pelo Grande Ponto. Em seguida, aparece o presidente da Câmara Municipal, Geraldo Veríssimo (3%), Gabriela Trajano (2,2%), Candidato de Terezinha Maia (1,6%), Outros nomes citados (1,2%) e Indecisos ou não quiseram opinar com 30%. A pesquisa Item/Grande Ponto tem registro de número RN-09129/2024, com amostra de 500 entrevistados, margem de erro de 4,37%, confiança de 95%, sendo realizada no 19, 20 e 21 de maio.

Veto histórico

O Congresso Nacional manteve o veto do governo Bolsonaro, de 2021, ao texto que queria criminalizar a fake news, quando o Código Penal brasileiro já estabelece as penas para infâmia, calúnia e difamação. O que se buscava era criminalizar o boato, a fofoca; mas tendo como pano de fundo a censura. A decisão do Congresso (Câmara e Senado, juntos) na prática preserva o exercício à livre expressão, inclusive nas redes sociais. Assim, o Congresso descartou regra que previa até 5 anos de prisão para quem difundisse supostas “notícias falsas”. Um órgão do governo atuaria como um “tribunal da verdade” para determinar o que seria falso.

Mas…
O ministro Alexandre de Moraes voltou a defender a regulamentação das redes sociais e deu recados para o Congresso e Executivo ao discursar na sua última sessão no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na quarta-feira (29). “Não é possível admitirmos que haja continuidade no número massivo de desinformação, anabolizada pela inteligência artificial. Não é mais possível que toda a sociedade e demais Poderes aceitem essa continuidade sem regulamentação mínima”, afirmou.

Armas
Câmara aprovou, na terça-feira (28), decreto que reduz exigências para armas de fogo. Projeto que modifica o decreto do presidente Lula, de julho de 2023, restringiu o uso de armas de fogo autorizadas pela legislação. O projeto aprovado modifica o decreto presidencial e acaba com a exigência para clubes de tiros se fixarem a 1km de escolas, dispensa atiradores desportivos de participarem de competições anuais e exclui exigência de certificado para armas de pressão. Agora, o projeto segue para análise do Senado.

*Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.

Últimas Notícias
Notícias Relacionadas