sexta-feira, 1 de março, 2024
28.1 C
Natal
sexta-feira, 1 de março, 2024

O Fórum Cortez Pereira de desenvolvimento sustentável do RN

- Publicidade -

Joacir Rufino de Aquino
UERN-IHGRN
Marcos Frederico Carreras Simões
Corecon-RN
Raimundo Inácio da Silva Filho
UERN

O Rio Grande do Norte (RN) é um estado do Nordeste do Brasil caracterizado por múltiplas potencialidades econômicas. Todavia, apesar dos avanços significativos conquistados, é preocupante observar que vivenciamos desde muito tempo um baixo crescimento do PIB, problemas ambientais, dificuldades para criar empregos e garantir bem-estar social para a população dos 167 municípios potiguares.


Note-se que essas preocupações têm feito parte das agendas de acadêmicos e políticos importantes no contexto estadual. Dentre estes, sem dúvida, um dos mais destacados foi o Professor Cortez Pereira (1924-2004), que se notabilizou na história potiguar por sua luta incessante em defesa do desenvolvimento norte-rio-grandense, com projetos arrojados e de agregação de valor às riquezas estaduais.


De fato, o exemplo do ilustre Professor Cortez Pereira é emblemático, tornando-se necessário, principalmente no contexto sócio-político complexo atual, resgatar seus ensinamentos e perspectivas inovadoras, como um farol para os nossos desafios futuros.


Em vista disso, um grupo de pesquisadores, políticos, empresários, professores universitários entusiastas do trabalho deste grande homem, reconhecido como um dos mais importantes governadores da história do RN, resolveu lançar os pilares para a construção do Fórum Cortez Pereira de Desenvolvimento Sustentável do RN.
Os primeiros passos desse projeto foram dados no âmbito do Conselho Regional de Economia (CORECON-RN) e do Instituto Histórico e Geográfico (IHGRN), contando com apoiadores da UERN, UFRN, Assembleia Legislativa, Escola da Assembleia, além de membros da própria família do homenageado (https://ihgdorn.blogspot.com/2023/ 09/ ihgrn-participa-de-reuniao-para-criacao.html). Para tanto, ocorreram várias reuniões de trabalho e o Estatuto com as diretrizes de funcionamento da entidade já está elaborado e pronto para o seu lançamento público.


Grosso modo, segundo consta no 1ª artigo do referido Estatuto, o Fórum Cortez Pereira será uma entidade civil de direito privado e interesse social, sem fins lucrativos, que congregará expoentes de diversas áreas do conhecimento e realizará atividades e ações orientadas ao planejamento e à promoção do desenvolvimento sustentável (social, cultural, econômico, ambiental e político) do Estado do RN.


Em termos operacionais, ele terá, inicialmente, cinco Comitês Temáticos sobre a realidade do RN, a saber: infraestrutura e serviços básicos; educação e inovação; indústria, turismo e serviços; agronegócio e agricultura familiar; e meio ambiente, patrimônio histórico e políticas públicas.


Tais comitês temáticos realizarão estudos e pesquisas, como também buscarão promover debates públicos com o intuito de mobilizar as energias sociais de diferentes segmentos da sociedade em prol do desenvolvimento estadual.


Portanto, as expectativas envolvidas nesta iniciativa pioneira são extremamente promissoras. A ideia de seus sócios-fundadores é intensificar as atividades propostas acima a partir do próximo ano, quando se comemora o centenário de nascimento do saudoso Cortez Pereira. Sendo assim, que a sua memória possa inspirar a construção de novas alternativas políticas, a fim de melhorar a qualidade de vida do povo potiguar. Esta será a missão a que se dedicará o Fórum criado em sua homenagem e que terá a responsabilidade de atualizar e manter vivo o seu inestimável legado.

Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.

- Publicidade -
Últimas Notícias
- Publicidade -
Notícias Relacionadas