sábado, 25 de maio, 2024
29.4 C
Natal
sábado, 25 de maio, 2024

Chuvas e bloqueio na BR-304 vão interferir em preços nos supermercados do RN, diz Assurn

O desabamento da ponte na BR-304, na altura do município de Lajes, vai acarretar no aumento dos preços nos supermercados no Rio Grande do Norte. A informação é do presidente da Associação dos Supermercados do estado (Assurn), Mikelyson Góis. O motivo será o aumento do frete e a consequente dificuldade no abastecimento de certos produtos.

Segundo o presidente da Assurn, não é possível apontar qual será o encarecimento percentual dos produtos, já que o frete varia de acordo com o produto, com a forma como os supermercadistas fazem a compra e a periodicidade das entregas. Contudo, a tendência é que os pequenos comerciantes sintam mais os reflexos, já que os pequenos fornecedores, em tese, também sentem mais os efeitos do aumento das distâncias (e consequentes custos) para os fretes.

“Não sei mensurar quanto vai ser o impacto, mas que vai, vai. Principalmente porque aquela área de Mossoró e cidades vizinhas são produtoras de muitas frutas e compramos de lá. Então, com as chuvas, há área de alagamento e já prejudica a produção, havendo a diminuição da oferta e naturalmente já afeta nos preços. Sem contar nem com a logística. Com a interrupção, será um desvio de mais de 100km, então tudo será levado em conta. Talvez não hoje ou amanhã, mas nessa semana haverá a diferenciação nos preços desses produtos”, explicou o presidente da Assurn.

Além do grave ocorrido em Lajes, as intensas chuvas deixaram diversas pessoas ilhadas em várias partes do Estado. O helicóptero da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e equipes dos bombeiros removeram famílias ilhadas em comunidades rurais de Santa Cruz. Levantamento da Defesa Civil, com base em dados enviados por prefeituras até o fim da tarde desta segunda-feira, mostravam que pelo menos 37 pessoas estavam desalojadas em Currais Novos, outras 22 pessoas isoladas em Apodi, e 11 em Santa Cruz. Em São Miguel, no Alto-Oeste potiguar, havia 600 pessoas isoladas, e outras 1.800 em Coronel Ezequiel, onde as aulas foram suspensas.

Boa parte dessas pessoas isoladas, no município, é composta por estudantes que ficarão sem acesso às escolas. Em Assu, 200 pessoas isoladas numa comunidade próxima ao açude Mendubim. Em Paraú, 40 pessoas isoladas na comunidade do Alagamar devido à sangria do Açude Beldroega.

Reconstrução
A reconstrução da ponte que desabou com a força das águas na BR-304 no município de Lajes, a 145 km de Natal, deve demorar alguns meses e o Ministério dos Transportes anunciou que fará um desvio temporário dentro da própria rodovia para retomar o fluxo na BR, além de decretar emergência para auxílio ao Rio Grande do Norte. As chuvas do fim de semana de páscoa chegaram a deixar várias pessoas ilhadas em diversas regiões do Estado, sendo necessário o uso de helicópteros para resgate.

“Nós vamos fazer uma contratação emergencial para construção da ponte, a fim de que a gente abrevie o prazo. Além disso, nós vamos no curto espaço de tempo promover um desvio pela própria BR-304”, explicou o ministro dos Transportes, Renan Filho, em uma live no final da tarde. Acerca do desvio, no entanto, não foram ditos prazos para início e fim da obra.

A ponte sobre o rio Bom Fim colapsou no último domingo após as fortes chuvas elevarem o nível do rio que passava sob o equipamento. Com a destruição da ponte, o trecho na BR-304 ficou interditado desde então. Rotas alternativas foram divulgadas para os motoristas e demais condutores nesta segunda-feira. O ministro anunciou ainda que fará visita ao Rio Grande do Norte nos próximos dias para fazer entrega de trechos da Reta Tabajara e vai aproveitar para acompanhar a situação da BR-304 em Lajes.

“As equipes do Dnit já trabalham no projeto para construção emergencial de uma nova ponte e estão monitorando as demais estruturas existentes na rodovia. Em paralelo, visando garantir a trafegabilidade dos usuários da rodovia, foram elaboradas em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Governo do RN, rotas alternativas ao trecho interditado”, acrescentou o ministro Renan Filho.

Chuvas superam 100mm e açudes sangram

As chuvas no feriadão foram intensas em todas as regiões do Rio Grande do Norte. Os maiores acumulados registrados no Sistema de Monitoramento da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn), no período entre as 7h15 da sexta-feira (29/03) até o mesmo horário desta segunda-feira (1/04) ocorreram em Luís Gomes (Oeste Potiguar) 178,4 mm, Parnamirim (Leste Potiguar) -150 mm, em São Pedro(Agreste Potiguar)-125mm. Em Luís Gomes e Severiano Melo, ambos no Oeste Potiguar, choveu de ontem para hoje, 99,1mm e 80,8mm, respectivamente.


“As recentes chuvas foram ocasionadas pela atuação da Zona de Convergência e pelo aquecimento que ainda está acontecendo sobre as águas do Oceano Atlântico, que estão liberando muita umidade e essa umidade está entrando na Zona de Convergência e com isso há a formação de nuvens com chuva. A previsão para semana é de continuidade das chuvas, principalmente concentradas entre os dias 2 e o dia 5 de abril em todas as regiões aqui do estado”, explicou o chefe da unidade de Meteorologia da Emparn, Gilmar Bristot.

As chuvas fizeram com que três açudes no interior do Estado transbordassem. Um deles foi a barragem Mendubim, localizada em Assú, com capacidade para 77.600.250 m³, atingiu 100% da sua capacidade neste domingo, 31 de março. O açude público de Riacho da Cruz, com capacidade para 9.604.200 m³, também chegou a 100% da sua capacidade ontem. Já o açude Malhada Vermelha, localizado em Severiano Melo, começou a sangrar no último sábado, 30 de março.

Outros reservatórios monitorados pelo Igarn que continuam com 100% da sua capacidade, são: Campo Grande, em São Paulo do Potengi; Pataxó, em Ipanguaçu; Dourado, em Currais Novos; Passagem, em Rodolfo Fernandes; Beldroega, em Paraú; o açude público de Encanto; e Santa Cruz do Trairi, em Santa Cruz.

Desvios
Sentido Natal – Mossoró
Rota 1: BR-226/RN, seguindo por Currais Novos e Jucurutu (via Florânia), até Triunfo Potiguar, pela RN-233 até Assú, acessando a BR-304, em direção a Mossoró;

Rota 2: BR-406/RN até Macau, seguindo pela RN-118, acessando a BR-304/RN (acesso no km 118, após o ponto de interdição), em direção a Mossoró.

Sentido Mossoró – Natal
Rota 3: Saindo pela BR-304/RN e acessando a RN- 118 (acesso a Ipanguaçu), no sentido Macau ingressar na BR-406/RN, em direção à capital Natal;

Rota 4: BR-304/RN, acessar RN-118 (acesso a São Rafael), via Jucurutu para BR-226/RN;

Rota 5: Sair pela BR-110/RN e pegar a BR-226 até Natal;

Rota 6: Santana dos Matos saída única via Jucurutu na BR-226/RN.

Fonte: Dnit

Últimas Notícias
Notícias Relacionadas