quinta-feira, 30 de maio, 2024
25.4 C
Natal
quinta-feira, 30 de maio, 2024

IMD destaca resultados em audiência na Câmara

O Instituto Metrópole Digital (IMD), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), que tem fortalecido o mercado de tecnologia da informação no Rio Grande do Norte, tem expectativa de ampliar infraestrutura, aumentar resultados e dobrar a meta de empregos gerados. Em audiência pública, realizada na Câmara Municipal de Natal, nessa quinta-feira (16), o IMD apresentou números já robustos do Metrópole Parque: agrega 130 empresas, com quase 80 benefícios fiscais concedidos, gerando mais de 2.600 empregos e com um faturamento superior a R$ 200 milhões por ano. O instituto busca recursos para sua ampliação através de emendas parlamentares.


O diretor do Metrópole Parque, Rodrigo Romão, apresentou o trabalho desenvolvido pelo instituto, empregos gerados, empresas incubadas e que se desenvolveram a partir do parque tecnológico, resultado dos investimentos já realizados. Ele ressaltou os progressos alcançados ao longo de seis anos de existência do Parque, destacando também os planos futuros e o impacto na economia do Estado. Segundo Rodrigo Romão, ao final de 2018, o parque contava com cerca de 30 empresas, resultando em pouco mais de 500 empregos.


“Conseguimos colocar Natal em uma rota que não é só sol e mar. Conseguimos dar visibilidade ao grande potencial que a cidade tem para desenvolver tecnologia. Então, nesses seis anos, tivemos o fomento, a criação de novas startups e um crescimento grande no número de empresas e emprego. Na comparação com outros parques tecnológicos, o Metrópole Parque é um dos que se destaca em número de empresas e empregos geradas, nessa idade de maturidade. Os parques já bem estabelecidos no Brasil passam de duas décadas”, frisou.


Segundo Rodrigo Romão, o Metrópole Parque teve um impacto significativo na economia do Estado. Uma métrica importante foi a avaliação da arrecadação de Imposto sobre Serviços (ISS) proveniente das empresas de tecnologia da informação no primeiro ano de funcionamento do Parque, antes da implementação dos benefícios fiscais. Ao final do quinto ano, observou-se um aumento surpreendente, chegando a 10 vezes o total inicial de arrecadação de ISS. No final de 2018, a arrecadação era de aproximadamente R$ 150 mil, e até o final de 2022, atingiu R$ 1,5 milhão.

Últimas Notícias
Notícias Relacionadas