segunda-feira, 17 de junho, 2024
23.1 C
Natal
segunda-feira, 17 de junho, 2024

Quando a união constrói saídas

O associativismo continua sendo uma alternativa eficiente para se adquirir um imóvel a custo baixo e com facilidade de comprar, ou seja, sem burocracia e nem mesmo a necessidade de fazer um cadastro. Há quinze anos no mercado, a Cooperativa Norteriograndense de Crédito (CNH) é, em Natal, uma entidade pela qual o sonho da casa própria pode ser concretizado sem grandes sacrifícios. O diretor da CNH, Maurício Mororó, destaca que, por não serem incorporações, os empreendimentos podem ter o seu preço reduzido e a correção das prestações apenas pelo INCC.

“A aprovação de renda é desnecessária, um diferencial importante pelo momento difícil que a população está passando. Basta se inscrever para estar apto a receber o apartamento”, fala ele. No caso do empreendimento que está sendo realizado agora, o Rota do Sol, em Pium, o cliente deverá apenas pagar uma entrada de R$ 12 mil (pode ser parcelada) e um valor mensal que, neste momento, é de R$ 1 mil.

Somente pessoa físicas podem se associar à CNH e os documentos apresentados se resumem ao RG, CPF e comprovante de residência. O vínculo do associado vigora até a passagem da escritura pública da unidade habitacional comprada, mas é possível associar-se novamente para adquirir outros imóveis. Não é necessária a comprovação de renda.
Mororó, da CNH, é um entusiasta do associativismo como alternativa para viabilizar negócios
Como a CNH é uma cooperativa habitacional autofinanciável, os recursos são gerados de acordo com a integralização das parcelas pagas pelos associados. E cada empreendimento dentro da CNH tem a sua própria contabilidade, administrada de acordo com as estimativas do custo do projeto.

O Rota do Sol é a grande aposta da CNH neste momento. “Pium tem tudo para ser um excelente bairro no futuro”, acredita Mororó.  De acordo com ele, existem estudos apontando que Pium vai terminar se tornando um bairro de Natal (mesmo sendo um distrito do município de Parnamirim) por cornubação vai acontecer “pela frente” do distrito, ou seja, através da Rota do Sol.   Pium já conta com dois restaurantes, lojas, mercadinhos, fábricas de móveis, postos de gasolina que dão um apoio ao condomínio. Além da famosa feirinha de Pium que ajuda qualquer dona de casa.

A obra é arrojada, possui 10 blocos de apartamentos. Terá 640 apartamentos no total, sendo quatro por andar. Contam com pé direito duplo, permitindo a vista do mar mesmo no primeiro andar em 90% dos prédios. Além de uma melhor ventilação já no primeiro pavimento. Os moradores terão duas vagas de garagem disponíveis, apartamentos com 80 metros quadrados, três quartos sendo um suíte. Será o primeiro prédio a entregar ao condomínio uma creche, e também conta com  área de lazer, quadras, piscinas com apoio, vários parques infantis e lojas.  Em dois anos será entregue a primeira torre.

 Segurança é uma preocupação de todos na atualidade e o Rota do Sol cumpre bem esse quesito. Está em um local seguro e tem um posto policial logo em frente à entrada. Fica ao lado do Clube da Caixa a Barreira do Inferno é vizinha de fundos, ou seja, conta também com o grande muro da área militar para deixar o local mais seguro. 

Mororó afirma que Pium terá o saneamento concluído até o final do ano. Como vamos entregar o prédio dois anos depois de seu início, quando isso acontecer, a área estará saneada, embora nosso projeto contemple o sistema de tratamento de esgoto.

Outro destaque é a facilidade com que seja ao local. A Rota do Sol praticamente não tem lombadas e sinais, proporcionando a chegada a Natal em poucos minutos, diferentemente de quem vai Nova Parnamirim, por exemplo.

O Rota do Sol é localizado em frente ao condomínio Alphaville, atualmente em fase de expansão das construções das casas. Em breve, o Alphaville irá lançar a sua área comercial e vai facilitar a vida das famílias do Rota do Sol. O Alphaville terá 22 áreas comerciais, escolas e dois mini shoppings, com acesso a todos.   

Crise e criatividade

Sobre o atual momento econômico, Mororó declara que ele deve ser enfrentado com criatividade e acredita na melhora do ânimo do consumidor.  “É nos momentos de crise que mais precisamos das boas ideias para retomar o crescimento e acredito que chegamos a um ponto de virada. As pesquisas indicam uma melhora da confiança do consumidor”.

E a aposta em um produto competitivo como o Rota do Sol também faz parte da estratégia de enfrentamento ao momento ruim. “Não existe no mercado um apartamento de 80 metros quadrados, com três quartos, sendo um suíte, por R$ 230 mil. Só é possível pelo sistema de cooperativa, que paga-se o preço de custo. Então eu acredito muito no empreendimento”, opina.    

Entre os projetos futuros, a CNH negociou o terreno onde funcionava a fábrica de pré-moldados da Saci (Rua Adolfo Gordo, Alecrim) e irá lançar um projeto de aproximadamente 800 apartamentos. Serão mais populares, com preços convidativos e mensalidades a R$ 500,00.

Últimas Notícias
Notícias Relacionadas