sexta-feira, 1 de março, 2024
28.1 C
Natal
sexta-feira, 1 de março, 2024

ABC decide processar Jorge Kajuru

- Publicidade -

O ABC decidiu que vai processar o jornalista e senador pelo estado de Goiás Jorge Kajuru. A diretoria da equipe potiguar confirmou a intenção numa nota de repúdio contra o que taxou de impropérios lançados pelo político, quando chamou “os atletas alvinegros de “prostitutas” e “bandidos” em razão do resultado do jogo de sábado (25), quando o ABC bateu o Vila Nova por 3 a 2 Vila Nova/GO, impedindo os goianos de conquistarem o acesso para Série A do Brasileiro. O confronto foi válido pela 38ª e última rodada da competição.


Na nota, a diretoria ressalta que “a liberdade de expressão e manifestação do pensamento é uma garantia constitucional que, entretanto, se sujeita ao controle jurisdicional quando exercida de modo abusivo, atingindo a honra e a imagem de pessoas e instituições”. Em seguida lembra um pouco da história e o comportamento íntegro do ABC, que jamais descumpriu com o fair-play dentro das competições nas quais disputou e, como instituição, jamais manchou sua história com atos de desrespeito às regras do jogo.


“Agremiação centenária, em cujas longas décadas de vida tem primado pelos valores ético-desportivos, o ABC considera-se moralmente ofendido pelo nominado senhor e, sem embargo dos interesses jurídicos individuais a serem eventualmente defendidos por cada atleta agredido, o estará interpelando nos próximos dias a apresentar as provas que possui a respeito das acusações, sob pena de vir a responder por perdas e danos produzidos, sem prejuízo de ofício à Comissão de Ética do Senado Federal, a quem compete o exame do ocorrido para fins disciplinares”.


As declarações do senador Jorge Kajuru (PSB-GO) geraram repercussão dentro de outras entidades. A Mesa Diretora do Conselho Deliberativo do ABC também se pronunciou via Nota. “Esperamos que as autoridades competentes avaliem adequadamente as declarações e tomem as medidas necessárias para garantir que a integridade do esporte seja preservada”.


O Sindicato dos Atletas de Futebol Profissional do Rio Grande do Norte (Safern), também emitiu nota de repúdio e sugeriu que o parlamentar se retratasse. A entidade afirma que as falas do político difamam e injuriam todos os jogadores do time natalense. “Certamente que o Senador, em disparate, deve ter confundindo sua condição de homem público eleito pelo povo do Estado de Goiás com a sua profissão nata de jornalista, onde a emoção deve ser contida e o equilíbrio, exaltado, para o bem da informação isenta”, frisou o sindicato.


A entidade representativa exigiu retratação pública no mesmo tempo e modo, das gravíssimas acusações proferidas contra os profissionais. O sindicato informou ainda que a manifestação será encaminhada ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco.


Kajuru denunciou, sem provas, que os atletas do ABC receberam dinheiro para ganharem o jogo contra o Vila Nova e que são “piores do que prostitutas”.


“Para mim, os jogadores do ABC de Natal são prostitutas, piores do que prostitutas. Muito piores. As prostitutas são mais éticas do que eles. Eles até agora não jogaram nada, deixaram o ABC rebaixado, desmoralizado no Campeonato Brasileiro. O ABC vai agora para a terceira divisão, de repente vai para a Série D. Tomara que vá para a Série Z. Tô cagando para o ABC de Natal”, disse.


Ele ainda afirmou que os jogadores do ABC são “canalhas” e “bandidos”. Além disso, o senador disse que cada atleta teria recebido 200 mil reais para vencer o Vila. Depois, em um programa de TV goiano, Kajuru reiterou as acusações e chegou a falar em CPI do Senado sobre o caso acontecido em Natal.

América se apresenta visando 2024

O América foi a primeira equipe a se apresentar para iniciar os trabalhos visando a temporada de 2024. Como se trata de uma fase apenas de assinatura de contratos e de realização de exames para todo o elenco, a diretoria da SAF achou por bem permitir o acesso apenas dos funcionários da empresa.


Apesar do esforço da comissão técnica e de contar com verba suficiente para montar o elenco para este início de temporada, apenas os atletas com contrato e aqueles que estavam com as negociações mais avançadas, se apresentaram para este primeiro dia de serviço. Ainda devem chegar de 6 a 8 reforços para que o treinador Marquinhos Santos inicie os trabalhos. A meta é ter, pelo menos, 29 atletas à disposição.


O novo comandante americano pretende trabalhar com calma a montagem do elenco, até pelo fato de a janela de contratações para a primeira parte do calendário estará aberta entre 11 de janeiro e 7 de março de 2024, fornecendo um tempo bom para corrigir qualquer tipo de carência no elenco.


“Eu acho que é importante ter um elenco competitivo, iremos procurar acertar o máximo possível, ser muito assertivo nas contratações com o perfil daquilo que queremos, respeitando o orçamento, respeitando a identidade do América, mas a meta é ter uma equipe com qualidade. Acho que acima de tudo uma equipe em que o torcedor veja o perfil do grupo que está sendo montado em busca dos objetivos principais do ano”, destacou Marquinhos, que ainda está na busca do seu primeiro título trabalhando com elencos profissionais.


O novo comandante disse que não pretende retirar as marcas históricas do elenco americano, que já conquistou títulos estaduais, regionais e estaduais com a marca registrada da determinação dos seus atletas. É justamente com a retomada dessa identidade que Marquinhos Santos pretende dar passos firmes e conquistar o tão sonhado acesso para Série C.


“Eu espero recolocar aqui no América, uma identidade de muita entrega, de muita disposição e que o torcedor acredite no projeto e que venha conosco desde o primeiro jogo confiando, acreditando no principal objetivo que é o acesso. A gente sabe que o futebol é confiança, então é fazer um bom estadual, é brigar pelo título estadual, é fazer uma boa Copa do Nordeste e uma boa Copa do Brasil para entrar confiante na disputa do Brasileiro”, ressaltou.


Apesar de estar diante do desafio de uma Série D pela primeira vez em sua carreira, pavimentada apenas em clubes que disputavam as séries A e B do Brasileirão, o comandante americano sabe bem o perfil dos duelos que terá pela frente e mostra estar atento à situação.


“Eu sempre digo assim das três categorias: Na Série A, a equipe que tem maior qualidade de jogo, a tendência de levar a vitória é maior. Na Série B a equipe que mais compete é quem pode ter o maior êxito. Na Série C a equipe que menos erra é a equipe que pode levar vantagem de sair com a vitória. Na Série D não é diferente da Série C. São campos difíceis, equipes brigam por uma bola, competitivas e que enxergam a oportunidade até mesmo de carreira”, ressaltou Marquinhos Santos.

- Publicidade -
Últimas Notícias
- Publicidade -
Notícias Relacionadas