quinta-feira, 18 de abril, 2024
26.1 C
Natal
quinta-feira, 18 de abril, 2024

Dorival ‘convoca’ mais três do São Paulo para trabalhar na seleção e pode desfalcar ex-time

- Publicidade -

Dorival Junior continua os trabalhos de reformulação da seleção brasileira desde que assumiu o posto, em janeiro deste ano, após demissão de Fernando Diniz e frustração da CBF com Carlo Ancelotti, do Real Madrid. O técnico voltou de uma viagem à Europa, onde observou jogadores que podem aparecer nas suas convocações. Ele fará a primeira nesta sexta-feira, dia 1º de março. Dorival também quer levar para o departamento de seleções um trio de profissionais do São Paulo, último clube que treinou e com quem foi campeão da Copa do Brasil em 2023. A informação inicial é da ESPN.

Dois dos três são-paulinos “convocados” por Dorival são considerados peças-chave na equipe do MorumBis. João Marcos Pereira Soares é chefe de análise de mercado do clube. Guilherme Lyra é chefe de análise de desempenho dos jogadores. A informação é que ambos estariam já em fase de transição e deixariam o São Paulo ainda nesta semana, assumindo o trabalho exclusivo com Dorival a partir de março.

O terceiro é o preparador físico Pedro Campos. Ele integra a comissão permanente do clube paulista. Diferentemente dos outros colegas, Campos deve permanecer com a equipe por mais tempo. Ele se reuniria com Dorival e os demais companheiros apenas no fim de março, quando a seleção se prepara para enfrentar Inglaterra e Espanha, em amistosos nos dias 23 e 26. Porém, o São Paulo espera que ele deixe o clube apenas na Copa América, disputada em junho.

Quando assumiu a seleção, Dorival queria contar com Muricy Ramalho, coordenador técnico são-paulino com quem trabalhava no clube. O tetracampeão brasileiro como técnico se recusou a deixar o São Paulo. Muricy também seria vetado pelo presidente Ednaldo Rodrigues, da CBF, que não concordaria com o prejuízo ainda maior dado ao São Paulo. Pelo menos esse foi o discurso. O convite havia sido feito apenas por Dorival.

Outro nome que pode reforçar a seleção é o gerente de futebol Cícero Souza, do Palmeiras. Rodrigo Caetano, que estava no Atlético-MG e assumiu como novo diretor de seleções da CBF, foi convidado para também trabalhar na convocação, na estrutura dos locais de treino durante as datas Fifa e na logística do dia a dia da equipe. A informação é da rádio Itatiaia.

Estadão Conteúdo

- Publicidade -
Últimas Notícias
- Publicidade -
Notícias Relacionadas