quarta-feira, 17 de abril, 2024
32.1 C
Natal
quarta-feira, 17 de abril, 2024

Operação de segurança é definida em reunião na FNF

- Publicidade -

A operação do Clássico-Rei da final do primeiro turno do Campeonato Potiguar 2024 foi discutida nesta quarta-feira (28) na sede da Federação Norte-Rio-Grandense de Futebol. Estiveram presentes representantes dos clubes América e ABC, Arena das Dunas, Polícia Militar do RN e Corpo de Bombeiros do RN.


A partida acontecerá no próximo domingo (3) na Arena das Dunas. Para o jogo, o ABC solicitou a quantia de 10% da carga de ingressos disponíveis à venda, que será de 24.400 no total. O setor norte da Arena destinado à torcida visitante.


Para a partida, a área Premium será destinada apenas à torcida do mandante América. O presidente da FNF, José Vanildo da Silva, questionou sobre a possibilidade de torcida mista na área Premium da Arena das Dunas. A PMRN defendeu o posicionamento de que a torcida visitante permaneça em área separada.


“A zona não funciona em sua plenitude, existe registro de ocorrências. As pessoas não se aceitam. Quem sabe um dia retornamos a torcida mista. Nós estamos aqui para defender a sociedade. Infelizmente ainda não é a hora”, explicou o Tenente Coronel Ricardo Santos, do BP Choque, que se reunirá com as torcidas hoje.


“O que fazemos aqui é mediar os interesses dos envolvidos. Acompanho o entendimento do risco que cerca a área. Porém, sou contra a medida. O que acontece é uma quebra de uma cultura, uma tradição cultivada há anos”, ponderou o presidente José Vanildo. O dirigente definiu que seja adotada a mesma medida em caso de Clássico-Rei no Frasqueirão.


O promotor Luiz Eduardo Marinho, também questionou a decisão. “Precisamos unir o torcedor, não segregar. Peço compreensão da Polícia. A medida cria um clima reverberante em uma situação que poderia ser amigavelmente resolvida. O torcedor de área mista é um torcedor de paz, que leva a família. Não é torcedor de briga. O torcedor não pode ser incentivado a chegar no estádio com raiva, revolta”, explicou.

- Publicidade -
Últimas Notícias
- Publicidade -
Notícias Relacionadas