quarta-feira, 22 de maio, 2024
30.4 C
Natal
quarta-feira, 22 de maio, 2024

Técnicos e capitães de clubes se reúnem com a CBF

Capitães e técnicos das equipes que vão participar do Brasileirão das Séries C e D 2024 se reuniram, pela primeira vez, com representantes da CBF. Entre os tópicos discutidos estavam os desafios relacionados à elaboração do calendário nacional, à criação da tabela de jogos, e novos dispositivos do Regulamento Geral das Competições (RGC) que garantem a segurança de atletas, dirigentes e público. Além disso, foram apresentadas na reunião virtual medidas de combate à manipulação de resultados, uma preocupação no Brasil e no mundo.


O encontro virtual contou com a participação do diretor de competições, Julio Avellar, do presidente da comissão de arbitragem, Wilson Seneme, e de membros do departamento jurídico da CBF, incluindo a gerente geral Jurídica, Regina Sampaio, e o coordenador jurídico, João Paulo Pérez.

“O principal aspecto dessa reunião foi o estreitamento dos laços da CBF para com treinadores e capitães. Essa reunião também foi uma oportunidade de mostrarmos para eles como é feito todo o planejamento seja do calendário ou da tabela das competições”, disse Julio Avellar, diretor de Competições da entidade.
No que diz respeito à manipulação de resultados, foram apresentadas regras, penalidades e ações implementadas pela CBF. Foi enfatizado o aumento do monitoramento pela Sportradar, a criação de uma Unidade de Integridade do Futebol Brasileiro e a cooperação com a Polícia Federal, com o apoio do Ministério da Justiça e Segurança Pública. A entidade máxima do futebol brasileiro agora compartilha informações em tempo real sobre jogos suspeitos apontados pela Sportradar com as autoridades competentes.

Em 13 de março de 2024, a CBF também estabeleceu um acordo de cooperação importante com a SIGA, uma aliança global dedicada a melhorar a governança, integridade e transparência no esporte, visando proteger a juventude de práticas prejudiciais, como a manipulação de resultados.

“Tivemos a chance de mostrar para eles o que está sendo feito quanto à manipulação de resultados. Fizemos uma apresentação com todos os procedimentos que são adotados pela CBF para com os órgãos públicos no que diz respeito a monitoramento de jogos suspeitos e o que tem em plena ciência do que a CBF faz na área, não só de manipulação de resultados, como também de integridade”, complementou o diretor de Competições.

Últimas Notícias
Notícias Relacionadas