sábado, 20 de abril, 2024
26.1 C
Natal
sábado, 20 de abril, 2024

Cruzando o rio da história

- Publicidade -

Tádzio França
repórter

Os rios que cortam cidades costumam render atraentes pontos turísticos. O rio Potengi, berço de Natal e inspiração marítima para a criação do Rio Grande do Norte, ainda tenta encontrar seu espaço no roteiro de lazer e cultura da capital. A mais nova iniciativa a navegar por aquelas águas é a Potengi Tur, um barco tipo catamarã com espaço para 100 pessoas que circula pelo estuário do rio, apresentando variadas facetas da cidade. Não é algo só para turista ver. Os passeios, por enquanto, são feitos apenas sob reserva para um determinado número de pessoas.
#ALBUM-5311#
O passeio da Potengi Tur começou há seis meses. “Pensamos num projeto que pudesse conjugar várias qualidades. A navegação pelo Potengi possui história, consciência ambiental e o visual das belezas naturais. Está tudo no pacote”, afirma Rodrigo Pontes, um dos idealizadores da pequena viagem náutica, histórica e ecológica. Ele ressalta que pesquisou o mercado e teve consultoria do Sebrae para confirmar a viabilidade da empreitada. O gaúcho Marcelo Müller, gerente comercial da Tur, também faz as vezes de guia do passeio, falando sobre os pontos avistados durante o trajeto.

História e ecologia
O Potengi Tur navega durante quase duas horas entre gamboas e pequenas ilhas, alternando visuais naturais e urbanos, apresentando ângulos pouco conhecidos da capital. O barco sai de um píer na Redinha, pontualmente no horário determinado. A partir daí passa por cerca de 15 pontos em destaque, como o Forte dos Reis Magos, ponte Newton Navarro, a praia dos militares do Exército, Iate Clube, a Rampa, Mercado do Peixe, Canto do Mangue, o novíssimo porto e terminal marítimo, a área de pescados do cais da Tavares de Lyra, Pedra do Rosário, Passo da Pátria, a base naval da Marinha com seu deque flutuante, e a ponte de Igapó. O instrutor a bordo explica cada ponto histórico e também sobre o mangue e detalhes ambientais.

#SAIBAMAIS#Se o passeio estiver sendo realizado à tarde, o pôr do sol no Potengi é um brinde de luxo. Múcio Varela destaca que o passeio não tem nada a ver com o famoso projeto paraibano na praia fluvial do Jacaré, em Cabedelo. “O foco do nosso passeio é a história da cidade, as belezas do rio. O pôr do sol é só um elemento a mais, não é nosso objetivo. Fazemos turismo náutico e cultural”, explica, ressaltando que o público principal é o natalense. O barco conta com música ambiente, serviço de bar, banheiros, e segurança. Há também um deck panorâmico que torna o passeio ainda mais interessante.

Desde março o Potengi Tur tem investido também em eventos. Uma vez por mês é realizado o Luau do Potengi, aproveitando a ocasião em que as águas do rio refletem a lua cheia. Há música ao vivo e menu especial a bordo, com camarão, frango com gengibre, filé ao molho madeira, etc. O próximo será entre 15 e 16 de agosto, avisa Múcio. Essas festas devem ter um número mínimo de 30 pessoas para acontecer. “A repercussão desses luaus fizeram as pessoas me procurarem para fazer seus próprios eventos no barco. O espaço está disponível para isso”, ressalta.

Festas a bordo
O barco também recebe a festa A Barca, promovida por Cacá Cantídio, e que tem pegada de superprodução. Ainda não há data para a próxima, convém ficar atento às agendas. Várias baladas particulares já foram realizadas a bordo, e todos os detalhes podem ser acertados entre o cliente e o proprietário – da decoração ao cardápio e o som. Rodrigo conta que a ideia inicial era que o barco saísse de um deck no Forte dos Reis Magos. O próximo ponto pode ser o terminal marítimo da Ribeira; são acertos ainda a fazer.

Os passeios podem ser realizados de terça a domingo. Os grupos devem ter no mínimo 15 pessoas. Para passeios simples o cardápio é básico, com castanhas e queijos, só para beliscar, além das bebidas. Obviamente, os natalenses comparecem mais nos fins de semana. “Estamos operando ainda em soft open, e todos os detalhes podem ser previamente acertados entre mim e os clientes, inclusive os preços por pessoa conforme a quantidade gente nos grupos”, explica Rodrigo. Como outros navegadores do rio Potengi, o empresário se ressente de um apoio mais efetivo do setor turístico em relação ao histórico rio grande potiguar. “O potencial do Potengi ainda não recebeu a devida atenção. Até golfinho a gente vê por aqui! É um privilégio ter isso bem perto, e todos devem conhecer – principalmente os potiguares”, conclui.

Serviço
Passeio do Potengi Tur.
De terça a sábado, nos horários 10h30, 14h30, e 16h.
Apenas sob reserva, com um número mínimo de 15 pessoas.
Mais informações pelos 3086-0092 e 9891-6158.   

- Publicidade -
Últimas Notícias
- Publicidade -
Notícias Relacionadas