quinta-feira, 18 de abril, 2024
26.1 C
Natal
quinta-feira, 18 de abril, 2024

Carnaval é aprovado pelo natalense

- Publicidade -

Quase 90% das pessoas que foram às ruas durante o período carnavalesco, classificaram como “ótimo” e “bom” o Carnaval em Natal, é o que diz o instituto Consult Pesquisa, em sondagem a 800 pessoas entre os dias 21 e 24 de fevereiro. A pesquisa mostrou que 23,41% das pessoas classificaram o Carnaval natalense como “ótimo” e 65,08% como “bom”, totalizando 88,49%, sendo que 9,92% classificaram como “regular”. Os entrevistados que consideram o Carnaval “ruim” e “péssimo” foram 0,79%, no somatório, 1,58%.


O que mais chamou atenção na pesquisa, é que 100% das pessoas da Zona Leste classificaram o Carnaval de Natal como “ótimo” e “bom”, seguido da Zona Oeste, 93,2%; Zona Sul, 91,1% e Zona Norte, 78,5%.
A Consult também perguntou aos entrevistados sobre o que considerava “melhor” no Carnaval de Natal. Praticamente empatados, “a programação nos sete pólos pela cidade” obteve um índice de 34,52% e “os shows de artistas nacionais”, com 32,94%. Os outros resultados foram os seguintes: “Blocos de ruas na semana anterior ao Carnaval”, 23.02%; “shows dos artistas locais”, 7,54% e “não sabe dizer”, 1,98%.


Segundo a amostragem da Consult, a programação de show e bandas musicais que se apresentaram no Carnaval foi aprovada por 89,68% dos entrevistados, só 9,13% desaprovaram e 1,19% não souberam dizer.
Por região, a Leste também aprovou em 100% a programação artística, sendo que nas Zonas Norte, Sul e Oeste, os índices de aprovação foram 78,5%; 91,1% e 98,3%. A maior desaprovação foi na Zona Norte, 19,4%.


Em relação a organização, os índices de aprovação e desaprovação foram 93,25% e 5,56%. Não souberam dizer, 1,19%. Neste quesito, a aprovação da Zona Leste foi de 97,7%. Quanto a segurança no Carnaval, as pessoas que aprovaram foram 92,86% e as que desaprovam, 4,76%. Não souberam dizer, 2,38%. Nesse quesito, a Zona Leste também respondeu 100%.


Para 50,13% dos entrevistados, o Carnaval de Natal é “melhor” para os residentes na cidade, enquanto 29,88% acham que é “melhor” para os turistas. Não souberam dizer, 16,75%, enquanto 3,25% acham que é “melhor” para os turistas e o povo de Natal.


Em termos de economia, as pessoas acham que o Carnaval é melhor para os comerciantes, 19,8%; ambulantes, 16,1%; bares e restaurantes, 9,3%; taxistas e motoristas de Uber, 8,8% e para todos eles, 43,5%. Não souberam dizer, 5,8%. A área de abrangência ou de investigação da pesquisa, foi formada pela população de Natal, distribuída em toda a área geográfica da cidade, representado por quatro regiões.


Os resultados da pesquisa estão sujeitos a um erro máximo permissível de 3.5%, com confiabilidade de 95%.
A Consult Pesquisa informou ter utilizado a técnica de entrevistas semiestruturadas, domiciliares, e em locais pré-estabelecidos, individualizadas, utilizando-se de formulário como instrumento de investigação.


A estratificação da amostra ocorreu com relação as variáveis sexo, sendo 55% do sexo feminino, e 45% do sexo masculino, e sobre estimativa das idades, sendo 13% até 24 anos, 20% de 25 a 34 anos, 21% de 35 a 44 anos, 25% de 45 a 59 anos, e 21% com mais de 59 anos.

Folia com 25,9% mais blocos em relação ao ano passado

A secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), órgão responsável pelo licenciamento de eventos na capital potiguar, divulgou o balanço de bloquinhos e prévias carnavalescas licenciadas no período na cidade. O total de 141 autorizações foram emitidas este ano, 25,9% a mais que no ano passado, segundo o Setor de Licenciamento Empresarial (SLE).


O número ainda pode crescer apesar do Carnaval já ter acabado, revela a pasta. O motivo são os eventos chamados de “ressaca”, que ainda estão sob análise no SLE. Para a Semurb, o número crescente de eventos autorizados e legais revela a conscientização da população sobre a importância de que todo evento seja licenciado, principalmente, para garantir a segurança da população.

- Publicidade -
Últimas Notícias
- Publicidade -
Notícias Relacionadas