sábado, 22 de junho, 2024
24.1 C
Natal
sábado, 22 de junho, 2024

Mutirão limpa ruas de Natal

Leandro Igor Vieira – repórter

Em sete dias de força-tarefa para limpeza da cidade, 4.638 toneladas  de lixo domiciliar foram retiradas das ruas, canteiros e terrenos baldios, o que equivale a uma média de 663 toneladas por dia. Esse volume representa 82% a mais que a coleta normal, que também foi regularizada pela Urbana.
#ALBUM-4063#
Francisco Ferreira e Francisco Assis da Silva são dois dos 584 garis responsáveis pelo trabalho nas quatro regiões administrativas de Natal. Com 25 anos de serviços prestados à Urbana, cada um tem, além do nome, poucas coisas em comum: torcem por times diferentes; gostam de estilos musicais diferentes e moram em lados opostos da cidade. Mas, quando assunto é lixo, a opinião é a mesma: “Natal nunca esteve tão suja”. Agora, junto com os colegas de profissão, eles tentam cumprir o prazo dado pelo prefeito Carlos Eduardo, que estipulou 30 dias para que a cidade volte a respirar, livre do lixo e dos entulhos.

Na manhã dessa terça-feira, os dois Franciscos trabalhavam pesado para retirar o lixo acumulado na Avenida Itapetinga. A via, uma das principais da Zona Norte, parecia uma avenida recém-inaugurada depois que os garis passaram pelo  local. Comerciantes comemoravam a presença dos trabalhadores, figuras que eles não viam há mais de dois meses. “Não vamos parar. Só saímos daqui quando estiver tudo limpo”, disse Francisco Ferreira.

O mutirão de limpeza das ruas e avenidas de Natal chegou ao seu 7º dia apresentando um quadro positivo. As quatro empresas contratadas pela Urbana e os garis da Prefeitura de Natal têm trabalhado intensamente desde que a administração definiu o prazo máximo para limpeza total da cidade – 30 dias.

Segundo a Urbana, a cidade, como um todo, está recebendo atenção redobrada. As áreas comerciais, como o Alecrim e o Centro, os corredores de ônibus, as praias e alguns pontos críticos, como os bairros da zona leste, estão sendo privilegiados. Na Praia do Meio, por exemplo, os turistas já podem contemplar um novo cenário. Garrafas plásticas, restos de comida e cocos usados deixaram de ocupar o calçadão. João Maria Tavares, morador, conta que não tinha mais esperança de voltar a aproveitar a beleza da praia. “Um dia acordei de madrugada e vi os trabalhadores na rua. Foi um alívio”, contou o morador. 

Há duas semanas, quando a nossa reportagem visitou a zona Leste, o bairro das Rocas apresentava um das situações mais alarmantes. Na Rua Mestre Lucarino, o lixão ao pé do muro das instalações da Petrobras havia se transformado em um vizinho incômodo. De acordo com os moradores, a coleta não passava no local há mais de um mês. O cheiro forte de material orgânico em decomposição tornava impossível, para um visitante, permanecer no local por mais de cinco minutos. 

Na visita realizada na manhã de ontem, a quantidade de lixo havia diminuído consideravelmente. “Mesmo assim, a população precisa  deixar de jogar lixo aqui. Não adianta o gari fazer sua parte, os moradores precisam contribuir”, reclamou Irineu Canindé, aposentado.

Nesse sentido, a Urbana solicita a população que retome o hábito de deixar o lixo nas calçadas, e não em canteiros ou em terrenos em baldios. Segundo a equipe de transição da empresa, a coleta domiciliar foi retomada integralmente, mas a ajuda da população ainda é fundamental. Nos bairros, as coletas seguem os roteiros estabelecidos anteriormente, já conhecidos pela população em geral.

A equipe de limpeza tem trabalhado em dois turnos e, em alguns pontos, também durante a noite. Francisco Silva, o gari do início da nossa matéria, até reclama da força do sol, mas  tenta levar o trabalho com bom-humor. “A população merece, então a gente procura fazer o melhor”, afirmou o gari.

Canteiros serão revitalizados a partir de fevereiro

A revitalização das praças e canteiros da cidade, a retomada dos processos de padronização das feiras livres, recuperação da orla marítima e também da iluminação pública de Natal são algumas das medidas que serão priorizadas pela Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) nos próximos dias.

Segundo o titular da pasta, Raniere Barbosa, uma Parceria Público Privada (PPP) será realizada para a efetivação do plano de restruturação dos equipamentos públicos. A medida dará celeridade na efetivação das obras. O cronograma de execução iniciará em fevereiro.

O secretário afirmou que prioritariamente serão executadas as obras de recuperação do paisagismo nos canteiros das principais avenidas e a reestruturação das feiras livres começando pelas feiras do Carrasco, Cidade da Esperança, Alecrim, Santa Catarina e Novo Natal. Além disso, mencionou a instalação de banheiros químicos nas praias da cidade.

Raniere solicitou a cada setor da Secretaria a elaboração de um diagnóstico individualizado e detalhado. Em seguida, será traçado um planejamento estratégico das ações a serem desempenhadas. “Neste primeiro momento, estou focado na preparação do plano de atividades. E não faltará empenho e dedicação para devolver aos natalenses, a beleza da nossa cidade”, afirmou o secretário.

Dicas

* O lixo não deve ser jogado em terrenos baldios, praças e canteiros.

* Acondicione seu lixo em sacos plásticos ou depósitos fechados, colocando-os na calçada somente nos dias e horários de coleta.

* Embrulhe vidros e objetos cortantes, antes de colocá-los no lixo.

* Queimar lixo polui o meio ambiente, faz mal à saúde e é proibido por lei.

* Jogar lixo pela janela do carro é proibido por lei. Use a lixeirinha do seu veículo.

* É obrigação do proprietário manter o terreno baldio limpo e murado.

Últimas Notícias
Notícias Relacionadas