sábado, 15 de junho, 2024
23.1 C
Natal
sábado, 15 de junho, 2024

Reforma vai extinguir 212 cargos

O secretário municipal de Administração e Gestão Estratégica de Natal (Segelm), Dionísio Gomes, apresentou aos vereadores da capital potiguar na tarde desta terça-feira, 10, o projeto de reforma administrativa que será enviado à Câmara Municipal pelo poder executivo na próxima quinta-feira (12). Pela proposta, serão extintas as estruturas das secretarias municipais de Relações Institucionais e Governanças Solidária (Serig), Políticas Públicas para as Mulheres (Semul), além da Empresa de de Segurança Alimentar e Nutricional (Alimentar). A reforma ainda vai transformar a Ouvidoria Municipal em uma secretaria adjunta vinculada à Controladoria Geral do Município.
Dionísio Gomes (Segelm) apresentou projeto de reforma no plenário da Câmara na manhã de ontem
A adoção dessas medidas acarretará na extinção de 212 cargos, promovendo uma economia anual de R$ 9,5 milhões. A expectativa é que em três anos o município economize R$ 28,5 milhões. Dionísio Gomes destaca que o projeto final da reforma administrativa é resultado de um trabalho árduo que toda a equipe da secretaria de Administração, em conjunto com a Falconi Consultores, empresa que foi contratada para atuar na busca pela melhoria das condições financeiras para aumentar a capacidade de investimentos da Prefeitura do Natal.

Para o titular da Segelm, essa medida dará mais qualidade e eficiência aos serviços oferecidos pelo poder executivo municipal: “ Economizaremos dinheiro com alugueis de prédios para abrigar as secretarias, carros, combustíveis e pessoal”, disse. O secretário também rebateu os argumentos de que a extinção da secretaria municipal de Públicas para as Mulheres trará um prejuízo para população feminina de Natal. Ele disse que as atribuições da Semul serão absorvidas pela secretaria municipal de Trabalho e Assistência Social, com a criação da Coordenadoria da Mulher.

Essa coordenadoria vai fazer todo o trabalho de implementação de políticas voltadas para a área: “ Estamos extinguindo a estrutura física e organizacional da secretaria, mas a política pública municipal voltada para as mulheres vai continuar e será muito bem atendida por essa coordenadoria”, frisou.

Quanto aos 139 funcionários efetivos que são lotados na Alimentar, Dionísio Gomes disse que todos serão relocados nas outras secretarias do município sem nenhum prejuízo salarial. O secretário agradeceu a atenção que foi dada pelos vereadores de Natal e enalteceu o bom relacionamento que existe entre os poderes executivo e legislativo de Natal e revelou que a expectativa do poder executivo é que a matéria seja aprovada ainda neste ano. O projeto da reforma administrativa será assinado pelo prefeito de Natal, Carlos Eduardo, nesta quarta-feira (11), e será protocolado na Câmara Municipal, na manhã da próxima quinta-feira.

Últimas Notícias
Notícias Relacionadas