domingo, 14 de abril, 2024
29.1 C
Natal
domingo, 14 de abril, 2024

Revisão periódica das instalações elétricas das residências evita acidentes, diz Cosern

- Publicidade -

A sobrecarga de energia gerada pela excessiva quantidade de equipamentos conectados a um “T”, também conhecido como Benjamim, ou em extensões, pode provocar curtos-circuitos e até incêndios. Os episódios recentes registrados em Natal envolvendo incêndios em imóveis reforçam a necessidade de os moradores e proprietários atentarem para a importância da manutenção preventiva das instalações elétricas, principalmente no período chuvoso, quando as paredes podem apresentar infiltrações e danificar o cabeamento, atingindo eletrodomésticos.

“É importante fazer a revisão periódica nas instalações elétricas das residências para que possamos evitar acidentes com pessoas e danos materiais. A condição dos equipamentos precisa ser vista. Se eles estão em bom funcionamento, não estão dando choque e se estão bem acondicionados. É importante verificar se uma tomada ou interruptor, por exemplo, está em uma parede molhada ou com infiltração para que se evite um choque”, destaca o engenheiro eletricista supervisor de Centro de Operações Integradas (COI) da Neoenergia Cosern, Daniel Burgos.

O engenheiro eletricista ressalta que esse tipo de manutenção deve ser feita por um profissional treinado e habilitado para que não ocorram acidentes de nenhuma natureza. A identificação antecipada de possíveis problemas com a rede elétrica pode ser efetuada por esse profissional, que deve verificar o dimensionamento dos cabos, circuitos e se os condutores elétricos da residência estão de acordo com o que preconizam as normas regulamentadoras brasileiras. Caso sejam identificados elementos danificados ou incompatíveis com as novas demandas de consumo, eles devem ser prontamente substituídos.

Em cidades localizadas no litoral, próximas de salinas ou em áreas com atividades de mineração, a revisão da rede elétrica dos imóveis deve ser mais frequente. Além disso, para evitar perdas e gerar economia na conta de luz, as lâmpadas ineficientes devem ser trocadas pelas que utilizam a tecnologia de LED, com maior durabilidade, menor consumo de energia e menos agressiva ao meio ambiente.

Etapas da revisão elétrica, que só deve ser feita por profissional habilitado:

  • Analisar o quadro de distribuição, com o objetivo de verificar a quantidade de circuitos e se estão dimensionados de forma adequada à demanda, além de verificar os terminais e possíveis falhas;
  • Inspecionar todos os periféricos (cabos, tomadas e interruptores), para certificar que todos os equipamentos se encontrem em perfeitas condições de uso;
  • Identificar os produtos a serem trocados, caso apresentem falhas e depreciações, realizar os reparos necessários;
  • Testar todas as instalações e se certificar de que tudo se encontra de acordo com as normas ABNT​ NBR 5410 e ABNT NBR 14039, que regulam as ligações de baixa (até 1.000V) e média tensão (de 1.000V até 36.200V).
- Publicidade -
Últimas Notícias
- Publicidade -
Notícias Relacionadas