terça-feira, 18 de junho, 2024
23.1 C
Natal
terça-feira, 18 de junho, 2024

PM reformado Wendel Lagartixa é preso na Bahia

O policial militar reformado Wendel Fagner, conhecido como “Lagartixa”, foi preso na noite dessa sexta-feira (10) em Vitória da Conquista, na Bahia. Em vídeo gravado após abordagem de agentes da Polícia Rodoviária Federal, na BR-116, ele disse que estava se encaminhando ao Rio Grande do Sul. No carro que ele estava com parentes e um amigo, os policiais encontraram uma arma de fogo de uso restrito com fraude processual. Segundo Lagartixa, a arma teria sido levada pelo seu irmão, mas na delegacia foi ele quem acabou preso.

De acordo com a Polícia Civil, em contato preliminar com os policiais rodoviários federais, Wendel Lagartixa havia afirmado que estava portando uma arma de fogo com registro irregular. Ao receber a informação de que o fato seria comunicado ao delegado de plantão, ele teria mudado a versão e dito que, na verdade, a arma era do seu irmão, que conduzia o carro.

No registro da ocorrência, a Polícia Civil ainda afirmou que houve contradições dos ocupantes no carro nas oitivas na delegacia. Diante disso, foi lavrado um Auto de Prisão em Flagrante (APF) contra Wendel Lagartixa, que foi encaminhado ao sistema prisional.

A viagem para o Rio Grande do Sul, segundo o PM reformado, seria para prestar auxílio as vítimas da enchente. No carro, Wendel Lagartixa estava acompanhado de seu irmão Felipe e seu sobrinho Raysandro, juntamente com o amigo sargento Belarmino.

O perfil do PM reformado publicou uma nota oficial dando a sua versão do caso. Confira o relato:

“Durante a abordagem, foi descoberto que Felipe, irmão de Wendel, estava portando uma arma irregular. É importante ressaltar que Felipe, pelo simples fato de ser irmão de Wendel enfrenta ameaças, apesar de não possuir qualquer envolvimento em atividades ilícitas. A PRF confiscou a arma irregular e deteve Felipe, inicialmente programando sua permanência na delegacia até segunda-feira, dia 13, para uma audiência de custódia.

No entanto, algumas horas depois, a polícia optou por liberar Felipe e, surpreendentemente, encaminhou Wendel para detenção. Esses eventos levantam suspeitas de uma possível perseguição política contra nosso deputado.”

Últimas Notícias
Notícias Relacionadas