sexta-feira, 19 de abril, 2024
26.1 C
Natal
sexta-feira, 19 de abril, 2024

Com Girão e Paulinho, PL vai buscar ampliar aliança

- Publicidade -

O presidente estadual do PL, senador Rogério Marinho, avisou que a aliança política formada com o Podemos, PSDB, PL, União Brasil e PP, em apoio a pré-candidatura do deputado federal Paulinho Freire (União Brasil), está de portas abertas para receber apoios de outros partidos, inclusive do Republicanos, que é presidido no Estado pelo prefeito de Natal. “Se o prefeito Álvaro Dias chegar nessa coligação, será bem-vindo, sem dúvida nenhuma, porque para ganharmos as eleições precisamos somar e multiplicar, não dividir”. A declaração ocorreu durante a inauguração da nova sede do PL, na noite da quinta-feira (22).

“É evidente que a opinião e os pleitos deles serão levados em consideração, principalmente por quem será candidato”, completou.


Agora, adiantou Marinho, “é importante que se respeitem as condições que forem oferecidas” pelos partidos que integram essa aliança. “O PL fez um evento que é muito importante para a democracia em nosso estado, estamos abrindo a nossa sede, mostrando que esse é um partido plural, um partido que defenda a democracia, um partido que vai trazer aqueles que, como nós, defendem valores que são importantes para a sociedade”, continuou.


O senador confirmou que existe o compromisso do PL indicar o vice na chapa a ser oficializada em convenção entre julho e agosto: “Vai ter um processo natural de conversas internas, com aqueles que compõem o nosso partido”.


O presidente do PL acrescentou que a ideia é colocar alguém que some na nossa chapa, não há interesse de nossa parte, de colocarmos alguém que, por ventura, sirva para o PL e não sirva para as circunstâncias da vitória, que é que nos interessa”.


Segundo o senador, a sinalização do PL é no sentido de “fazermos uma grande consertação a favor da cidade do Natal com aqueles que pensam como nós. Nós queremos ganhar, mas ao mesmo tempo nós temos o interesse de fazermos as concessões necessárias para que o nosso projeto, que é um projeto de Brasil, seja vitorioso. Um projeto que passa por 2024 e ser vitorioso, em 2026.


Diante de Paulinho Freire e do deputado General Girão (PL), o senador disse que “são exemplos do que eu estou dizendo agora, pessoas que têm a capacidade de renunciar, de transigir, de negociar, de abrir mão de projetos pessoais em função de um projeto maior que é o projeto do Brasil”. “Eu deixo aqui uma mensagem para todos. Cada um de nós é responsável, não podemos ser omissos, vamos fazer a nossa parte”.


Marinho afirmou, ainda, que “o Brasil precisa se refazer, precisa se reconstruir e nós só vamos fazer isso, só vamos construir isso, nos mantendo mobilizados e indignados. Mostrando que não aceitamos esse estado de coisa e que vamos usar como cidadãos a arma que temos. E essa arma é o voto. E o voto que tem que ser depositado na urna em 2024. É o voto que será depositado na urna em 2026”.


Como líder da oposição no Senado Federal, Rogério Marinho também confirmou que estará na Av. Paulista, em São Paulo, ao lado do presidente Bolsonaro. “Estarei lá porque acredito que ele é um ser humano como eu sou. Com todos os defeitos e qualidades que qualquer ser humano pode ter. É alguém que sofre, que chora, que se alegra. É alguém que tem aflições, hesitações, temores”.


Marinho disse que teve oportunidade de dizer ao presidente Bolsonaro, na quarta-feira (21), que o ex-presidente “não é mais um CPF, não é mais um indivíduo. Osenhor é um movimento, o senhor é um sentimento, foi o senhor quem despertou essa nação, foi o senhor que uniu esse povo, foi o senhor que fez com que as pessoas tivessem a coragem de dizer eu amo meu país”.


Finalmente, Marinho declarou aos prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e deputados federais que estavam no ato politico, como o General Girão, Paulinho Freire e Benes Leocádio (União Brasil), deputados estaduais Terezinha Maia e Coronel Azevedo (PL), Gustavo Carvalho, Tomba Farias e Dr. Keginaldo (PSDB), bem como vereadores de Natal, como o presidente da Câmara, Ériko Jácome (MDB) e os presidentes do PL Jovem e PL Mulher, Daniel Souza e Roberta Lacerda e do PL de Natal, Hélio Oliveira, que “essa é a casa da democracia, a casa do nosso Partido Liberal, de todos aqueles que como nós, respeitamos valores. Essa casa vai acolher e fomentar a democracia no Rio Grande do Norte”.

Girão renova compromisso de união com Paulinho

O deputado federal General Girão (PL) usou da metáfora para dizer que o Rio Grande do Norte hoje “e um trem atolado, que nunca ninguém viu”, razão pela qual conclamou a união em torno de um projeto político para Natal.


Por essa razão, puxando o deputado federal Paulinho Freire (União Brasil) para o seu lado, disse que “é lamentável uma situação dessa no Estado”.


Para que não ocorra o mesmo com Natal, Girão “temos de estar num grupo vitorioso, que precisa caminhar junto, esse foi o compromisso noso, eu e Paulinho Freire, assumido desde o ano passado, estaremos juntos nessa campanha, porque Natal precisa”.

José Agripino reforça que ninguém faz política sozinho

O presidente estadual do União Brasil, José Agripino, prestigiou a inauguração da nova sede do PL. “Aqui me sinto bem confortável, ninguém faz política sozinho, mas com grupos, com ideias, objetivos e clareza. Como está o Rio Grande do Norte? Muito mal, de cabeça pra baixo, as eleições agora vamos ter ótimos intérpretes. Natal não vai mal, mas pode ir melhor, se Paulinho Freire for prefeito”.


Agripino reconhece que o PL “tem demonstrado toda simpatia do mundo com as ideias “do pré-candidato Paulinho Freire: “Nós sentimos orgulho da aliança que está anunciada no Rio Grande do Norte com o PL presidido por Rogério Marinho”.

- Publicidade -
Últimas Notícias
- Publicidade -
Notícias Relacionadas