segunda-feira, 26 de fevereiro, 2024
27.1 C
Natal
segunda-feira, 26 de fevereiro, 2024

Lula não irá à posse de Milei, confirma governo brasileiro

- Publicidade -

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva não irá participar da posse do presidente eleito da Argentina, Javier Milei, segundo informou a secretaria de Comunicação da Presidência nesta terça-feira(5), apesar das tentativas de aproximação nas últimas semanas. O petista será representado pelo seu ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira.


Não é a primeira vez que um presidente brasileiro deixa de ir à posse de um líder argentino. Jair Bolsonaro não compareceu à posse de Alberto Fernández e enviou seu vice, Hamilton Mourão. Em seus dois primeiros mandatos, Lula participou das posses de Néstor Kirchner, em 2003 e Cristina Kirchner, em 2007.


A petista Dilma Rousseff foi às cerimônias de reeleição de Cristina, em 2011, e de Mauricio Macri, em 2015. Fernando Henrique Cardoso esteve nas posses de Fernando De La Rúa, em 1999, e do segundo mandato de Carlos Menem, em 1995. José Sarney esteve em 1989 na primeira posse de Menem.

Pragmatismo
Dias antes do fim da corrida eleitoral, Milei havia afirmado em entrevista que não se reuniria com Lula, o chamou de “comunista” e “corrupto”. Durante sua campanha, o deputado Eduardo Bolsonaro foi uma presença marcante – e em alguns momentos desconfortável na televisão argentina.


O presidente eleito da Argentina, que se mostrou mais pragmático após a sua eleição, tentou se aproximar de Lula com um gesto, ao convidá-lo formalmente para sua posse. Em 26 de novembro, Milei enviou a Brasília Diana Mondino, sua futura ministra das Relações Exteriores, que fez ao chefe da diplomacia brasileira um convite “para que o presidente Lula participe” da cerimônia, segundo as mesmas fontes.


Além da viagem surpresa de Mondino, Milei deve manter o peronista Daniel Scioli como embaixador no Brasil. Scioli é reconhecido por ter conseguido manter a ponte entre Brasil e Argentina durante os pontos de maior atrito entre Jair Bolsonaro e Alberto Fernández, e tendo boa circulação entre os mais diversos espectros da política brasileira.


Apesar da reaproximação, Lula não irá à cerimônia. Recentemente, o presidente esteve no Oriente Médio, onde visitou Arábia Saudita, Catar e participou da COP-28, nos Emirados Árabes, e agora está na Alemanha.


Logo depois de confirmada sua vitória, Milei fez uma chamada de vídeo com Bolsonaro, onde o convidou a vir para a posse antes mesmo de falar com Lula. Bolsonaro afirmou que estará presente no evento, após aceitar o convite pessoal de Milei. O círculo próximo do presidente brasileiro chegou a sugerir que Milei pedisse desculpas publicamente.

- Publicidade -
Últimas Notícias
- Publicidade -
Notícias Relacionadas