sexta-feira, 24 de maio, 2024
25.4 C
Natal
sexta-feira, 24 de maio, 2024

Petistas do RN não se manifestam sobre demissão de Jean Paul Prates

Até as 9h10 desta quarta-feira (15), nenhum dos deputados estaduais ou federais do PT do Rio Grande do Norte havia se manifestado sobre a demissão do ex-senador Jean Paul Prates (PT) do comando da Petrobras, em decisão anunciada na noite da terça-feira (15). A governadora Fátima Bezerra (PT), que está no exterior, também não usou suas redes sociais para comentar a saída do correligionário do comando da maior estatal do país. Às 9h50, a deputada federal Natália Bonavides fez uma postagem. (Matéria atualizada às 9h55).

Jean Paul Prates foi demitido em reunião no Palácio do Planalto, por volta das 19h30 da terça-feira. O encontro foi com o presidente Lula e com os ministros das Minas e Energia, Alexandre Silveira, e do Gabinete Civil, Rui Costa. Em comunicado interno aos servidores da Petrobras, Jean Paul disse que os ministros estavam “regozijados” no encontro. Tanto Silveira quanto Rui Costa eram apontados como responsáveis pela “fritura” do agora ex-presidente da Petrobras.

Apesar de ser o cargo mais importante ocupado por um político do Rio Grande do Norte no setor público nacional, nenhum dos principais nomes do PT no estado utilizou as redes sociais para comentar a saída.

A governadora Fátima Bezerra usou suas redes sociais nesta quarta-feira para prestar contas sobre sua viagem como presidente do Consórcio Nordeste à Bélgica e também sobre as ações em prol do Rio Grande do Norte.

O deputado federal Fernando Mineiro tratou sobre encontro com o embaixador de Cuba em sua última postagem nas redes sociais, que também ocorreu na noite da terça-feira. Já a deputada estadual Divanide Basílio fez somente uma postagem de ordem pessoal na manhã desta quarta, enquanto a companheira de Assembleia Legislativa, Isolda Dantas, divulgou uma audiência pública que será realizada em Mossoró, e Francisco do PT fez sua última postagem antes da demissão de Jean Paul Prates, tratando sobre a educação do Rio Grande do Norte.

A deputada federal Natália Bonavides se manifestou às 9h50. Em seu perfil no instagram, a parlamentar publicou uma imagem ao lado de Jean Paul Prates e elogiou a atuação do agora ex-presidente da Petrobras. Na postagem, contudo, a deputada não lamentou a demissão.

“Obrigada, companheiro Jean Paul Prates, pelo tempo à frente da Petrobras e pelo trabalho realizado na companhia. Sua importante atuação nas ações de transição energética colocou o RN no centro desse debate. Jean reabriu a sede da estatal no nosso estado com foco na sustentabilidade, energias renováveis e integração energética. Foi uma gestão que contribuiu muito para o desenvolvimento do nosso país”, postou a parlamentar.

Nova presidente

Magda Chambriard será a próxima presidente da Petrobras. Ela possui um mestrado em Engenharia Química pela COPPE/UFRJ (1989) e é formada em Engenharia Civil pela UFRJ (1979). Ela concentrou seus estudos em engenharia de reservatórios e avaliação de formações, e posteriormente em produção de petróleo e gás, na instituição atualmente conhecida como Universidade Petrobras.

Nomeada pela ex-presidente Dilma Rousseff em 2012, Magda Chambriard liderou a agência até 2016. Sua jornada começou na assessoria da diretoria de Exploração e Produção em 2002, quando atuava como consultora de negócios de E&P na área de Novos Negócios de E&P da Petrobras.

Na ANP, além de sua função inicial na assessoria, ela também incorporou as superintendências de exploração e definição de blocos, com o objetivo de preparar rodadas de licitação. Ela desempenhou um papel crucial na implementação do Plano Plurianual de Geologia e Geofísica da ANP, que foi fundamental para o sucesso das licitações em novas fronteiras de bacias sedimentares.

Em 2008, assumiu a Diretoria da ANP e, em 2012, tornou-se Diretora Geral, liderando a criação de novas estruturas na agência, como a Superintendência de Segurança e Meio Ambiente e a Superintendência de Tecnologia da Informação. Ela também liderou os trabalhos relacionados aos estudos e elaboração dos contratos e editais, incluindo os necessários para a primeira licitação do pré-sal, além das licitações tradicionais sob regime de concessão.

A futura presidente a estatal esteve com Lula nos últimos dias e prometeu acelerar projetos que o governo considera “estruturantes”, como a retomada da refinaria Abreu e Lima e o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro, além de investimentos em gás e fertilizantes.

Últimas Notícias
Notícias Relacionadas