segunda-feira, 17 de junho, 2024
23.1 C
Natal
segunda-feira, 17 de junho, 2024

Sob pressão do PT, PSB perde Rafael Motta para o Avante

A pressão do Partido dos Trabalhadores (PT) junto à direção nacional do PSB para tirá-lo da disputa em Natal, forçou o ex-deputado federal Rafael Motta a pedir desfiliação do partido que presidia no Rio Grande do Norte e ingressar no Avante para viabilizar sua eventual candidatura a prefeito nas eleições de outubro deste ano.


“Coragem, respeito e liberdade são pilares da nossa caminhada na vida pública, iniciada em 2012, quando eleito vereador em Natal. E foi assim, especialmente em 2022, quando disputamos o Senado contra todas as forças e sistemas políticos, obtendo um total de 385.275 norte-rio-grandenses acreditando no nosso projeto”, disse Rafael Motta.


O ex-deputado confirnou que conversou na quinta-feira (4) com o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, mas não sentiu firmeza em ter autonomia política para decidir o destino do partido em Natal: “Por insegurança decisória para as eleições de 2024, encerro o meu ciclo no Partido Socialista Brasileiro (PSB). À sigla que tem em suas origens o fortalecimento da democracia, agradeço o companheirismo e o convívio nesse período, especialmente ao presidente Carlos Siqueira”.


Motta afirma que segue “uma nova caminhada para o Avante, e assim vamos construir um projeto para Natal com a nossa pré-candidatura à prefeito”. O ex-deputado o Avante “deu total autonomia através do amigo de oito anos de Câmara dos Deputados e presidente nacional, Luís Tibé, que também integra o arco de apoio ao Governo Federal”.


“Chegamos para somar e fortalecer a legenda junto ao presidente estadual Jorge do Rosário”, acrescentou Motta, que recebeu apoio dele na campanha para senador em 2022.

Ingresso no Avante será cartorial

Rafael Motta ainda informou que sua filiação ao Avante será online/ cartorial, direto no sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e com quanto aos aliados políticos do ex-partido, inclusive pré-candidatos a vereador, afirmou que “estão todos cientes e em permanente diálogo e até o prazo legal da legislação eleitoral tudo será finalizado. Ninguém vai fechar chapa agora. Temos até as convenções para seguir em diálogo e construindo um grupo”.

Em Natal, a direção do Avante está a cargo do empresário da área educacional, Eduardo Campos, que já vinha trabalhando a estruturação do partido para eleger pelo menos três vereadores. Motta fazia parte da Executiva Nacional do PSB e tinha viagem prevista a Brasília para o dia 11, quando o partido irá discutir questões relacionadas às eleições municipais, principalmente nas capitais e nas maiores cidades do país.

Em 31 de março, a TRIBUNA DO NORTE trazia matéria em que Rafael Motta informava que tinha autonomia e que “estava seguindo um passo de cada vez” e permanecia em diálogo com o PSB nacional e que recebia estímulo à pré-candidatura a prefeito. Já em 19 de março, Rafael Motta havia tido sua última conversa pessoalmente com Carlos Siqueira, em Brasília, onde chegou a apresentar Wellington Bernardo, ex-coordenador do Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB) como novo presidente do PSB em Natal, substituindo ao ex-deputado estadual Frederico Rosado.

Últimas Notícias
Notícias Relacionadas