segunda-feira, 17 de junho, 2024
28.1 C
Natal
segunda-feira, 17 de junho, 2024

Adurn faz novo plebiscito para professores da UFRN decidirem sobre greve

Um novo plebiscito foi iniciado pelo Sindicato dos Docentes da Universidade Federal do Rio Grande Norte (Adurn-Sindicato) nesta quarta-feira (29). Os professores têm até às 18h da sexta-feira (31) para votar no site da entidade sobre a manutenção ou não da greve por tempo indeterminado.

O plebiscito foi convocado pelo Conselho de Representantes do Adurn, que deliberou, por 8 votos a 7, uma nova votação dos professores após debate sobre a situação do movimento grevista na UFRN, após a assinatura do Termo de Acordo da Federação de Sindicatos de Professores e Professoras de Instituições Federais de Ensino Superior e de Ensino Básico Técnico e Tecnológico (PROIFES Federação) com o Governo.

A pergunta apresentada aos docentes no plebiscito é: “Você está de acordo com a permanência da categoria docente da UFRN em greve geral por tempo indeterminado?”. Serão apresentadas as opções: “sim”, “não” e “abstenção”.

O PROIFES é um dos três representantes de membros das instituições federais de ensino. Os outros dois, Sindicato Nacional dos Servidores da Educação Básica, profissionais e tecnológica (Sinasefe) e Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes), não aceitaram a proposta do Governo.

O Adurn, representante dos professores da UFRN, já havia rejeitado a proposta do Governo. No entanto o sindicato informou que respeita a decisão do PROIFES Federação, da qual está filiada.

Abaixo assinado para desfiliação da PROIFES-Federação

A assinatura do Termo de Acordo da Proifes com o Governo gerou insatisfação em professores da UFRN. O presidente do Adurn-Sindicato, Oswaldo Negrão, informou aos conselheiros e conselheiras que tomou ciência, nesta terça-feira (28), de um abaixo-assinado solicitando a inclusão na pauta da próxima assembleia geral extraordinária para debater sobre a desfiliação da entidade local à federação.

“Recebi o documento e encaminharei à diretoria para que possamos analisá-lo e discuti-lo. Nossa gestão tem se pautado pelos aspectos democráticos, ouvindo a todos e a todas, e não vamos nos furtar de debater mais essa questão com a categoria”, afirmou o presidente do Adurn.

Acordo com o Governo

O acordo do PROIFES foi assinado na noite da última segunda-feira (27). A federação representa a nível nacional 11 sindicatos, dos quais sete aceitaram a proposta do Governo e quatro não aceitaram.

“As bases dos 11 Sindicatos Federados foram ouvidas, conforme a organização própria de cada entidade. No ADURN-Sindicato, os(as) docentes foram consultados(as) em duas instâncias: assembleia e plebiscito. Em ambas, a base decidiu pela rejeição do acordo e esta foi a posição encaminhada pelos representantes da entidade no Conselho Deliberativo”, disse a Adurn em nota.

Últimas Notícias
Notícias Relacionadas