segunda-feira, 15 de abril, 2024
26.1 C
Natal
segunda-feira, 15 de abril, 2024

Hospital de Natal e unidades de Saúde da Grande Natal passam por inspeção do Conselho de Medicina e instituições do judiciário para melhor atendimento ao paciente vascular

- Publicidade -

O Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Norte – CREMERN realizou, juntamente com o Ministério Público Estadual, Defensoria Pública Estadual, Sesap, Secretarias Municipais de Saúde de Natal e São Gonçalo do Amarante, uma inspeção no serviço de atendimento ao paciente vascular nas unidades de Saúde de Natal, Parnamirim, Macaíba, São Gonçalo e Extremoz.


Foram dois dias de inspeção, terça-feira (27) e quarta-feira (28), atendendo uma determinação da Justiça Federal – JFRN, representada pela Juíza Gisele Leite, e que faz parte da Ação Civil Pública, movida pelo CREMERN para melhor serviço aos pacientes vasculares.


No primeiro dia de Inspeção, a comitiva esteve no Hospital dos Pescadores, em Natal, e foram recebidos pelos diretores Dr. Erick Fernandes e Dr. Edney Agra. O secretário municipal de Saúde, George Antunes, estava presente e acompanhou toda a inspeção. Atualmente, o hospital tem realizado cirurgias para amputação. Ainda na terça-feira, a inspeção aconteceu nas unidades do CETUC, em Parnamirim, e na Policlínica de Macaíba.

Foto: Divulgação

O segundo dia de inspeção aconteceu na Unidade Básica de Saúde de Jardim Lola, em São Gonçalo do Amarante, e na Policlínica de Extremoz.


“O Departamento de Fiscalização do CREMERN constatou que a assistência ao paciente diabético com insuficiência vascular na região metropolitana apresenta deficiência na atenção primária e terciária, o que contribuiu para o agravamento do quadro isquêmico/infeccioso, fazendo com que evolua para amputação. É necessário haver maior empenho por parte dos gestores para reverter este quadro e melhorar a qualidade de vida destes pacientes”, declarou o médico, conselheiro e diretor do DEFIS, Dr. Francisco Braga.


Para o presidente Dr. Marcos Jácome, é evidente a necessidade de uma melhoria na assistência básica do paciente com pé diabético. “A ação judicial do CREMERN é do tipo ESTRUTURANTE, ou seja, visa fazer melhorias em nível da assistência da nossa população na área de controle de prevalentes e importantes doenças, entre elas a Diabete. Quando não há diagnóstico prévio as complicações se apresentam de forma irreversível. O exemplo mais drástico no nosso meio é a necessidade de realização das amputações. É muito necessário que os municípios da região metropolitana que foram inspecionados se envolvam, dentro de suas competências, na ampliação e melhorias dos seus próprios serviços e respondam às necessidades dos munícipes e encaminhem para os setores de referência apenas os casos que não consigam resolver localmente”, argumenta Dr. Marcos Jácome.


O Cremern foi representado pelo presidente Dr. Marcos Jácome, o Conselheiro diretor do DEFIS, Dr. Francisco Braga, a Conselheira Dra. Cristiane Torralba, os assessores jurídicos, Klevelando Santos e Tales Barbalho, o assessor de comunicação Gustavo Farache e a agente fiscal Zeandra Lopes.


No próximo dia 12 de março acontecerá uma nova audiência na Justiça Federal, onde serão apresentados os relatórios das inspeções realizadas.

- Publicidade -
Últimas Notícias
- Publicidade -
Notícias Relacionadas