quinta-feira, 18 de abril, 2024
27.1 C
Natal
quinta-feira, 18 de abril, 2024

RN recebe 45 mil doses da vacina contra a dengue

- Publicidade -

O Rio Grande do Norte recebeu, na manhã de quinta-feira (15), 45.190 doses da vacina contra a dengue (Qdenga), que já está a caminho dos municípios. O número de imunizantes é maior do que o esperado, inicialmente a Secretaria de Estado da Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap) aguardava 33.310 doses, mas a quantidade “excedente” foi comemorada pelo Estado, que faz uma readequação na distribuição aos 19 municípios, que têm autonomia para iniciar a aplicação, como ocorria nas campanhas da covid-19.


Agora, o Estado fica no aguardo de novas remessas para imunizar todo o público-alvo da campanha, que gira em torno de 132 mil pessoas. “Por enquanto, não temos datas de novas remessas porque depende de uma série de fatores, fabricação, indústria. Isso mesmo das doses para a gente foi uma grata surpresa. Então, vamos distribuir as 45.190 e vamos ficar esperando a próxima remessa ”, diz Lyane Ramalho, titular da Sesap.


As regiões de saúde selecionadas atendem a três critérios: possuem pelo menos um município de grande porte, ou seja, mais de 100 mil habitantes, com alta transmissão de dengue registrada em 2023 e 2024, e com maior predominância do sorotipo DENV-2. No RN, 19 cidades se encaixam nesses critérios: Apodi; Areia Branca; Baraúna; Campo Grande; Caraúbas; Extremoz; Felipe Guerra; Governador Dix-Sept Rosado; Grossos; Janduís; Macaíba; Messias Targino; Mossoró; Natal; Parnamirim; São Gonçalo do Amarante; Serra do Mel; Tibau; e Upanema.


Em todo o país, 521 municípios distribuídos em 16 estados e o Distrito Federal vão receber o imunizante. Nesta primeira remessa, estão disponíveis 757 mil doses para o País.


Serão vacinadas as crianças e adolescentes entre 10 e 14 anos, faixa etária que concentra maior número de hospitalização por dengue – 16,4 mil de janeiro de 2019 a novembro de 2023, depois das pessoas idosas, grupo para o qual a vacina não foi autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O esquema vacinal será composto por duas doses, com intervalo de três meses entre elas.


Em 2023, o Rio Grande do Norte registrou 7.889 casos prováveis de dengue, com duas mortes confirmadas em decorrência da doença. Neste ano, 1.065 casos prováveis de dengue já foram identificados e um óbito está sob investigação. Os dados são da plataforma de monitoramento de arboviroses.

- Publicidade -
Últimas Notícias
- Publicidade -
Notícias Relacionadas