segunda-feira, 15 de abril, 2024
26.1 C
Natal
segunda-feira, 15 de abril, 2024

Cantor e compositor de samba, Vinícius Lins lança o primeiro álbum solo

- Publicidade -

Após embalar tantas rodas de samba acompanhado de vários colegas músicos, o cantor e compositor potiguar Vinícius Lins preparou seu primeiro trabalho solo, o álbum “Tempo de Deus”, que será lançado nesta sexta-feira (16), em todas as plataformas de áudio. Após 16 anos criando músicas para diferentes artistas, o músico que é um dos fundadores do grupo “Quarteto Linha”, apresentará um disco com sete faixas que passeiam pela música popular brasileira. O lançamento será acompanhado por um mini documentário dirigido por Carito Cavalcanti, mostrando os bastidores das gravações.


Para Vinícius, o disco é um marco na sua carreira como compositor e chega para consolidar o seu trabalho solo. “Depois de tanto tempo sendo gravado por outros artistas eu precisava dar vida a canções que foram ficando guardadas ao longo dos anos, assim surgiu o álbum. Além de poder interpretar o que escrevo, meu desejo com “Tempo de Deus” é também trazer reflexões e emocionar através da música e da poesia”, afirmou.


O samba “Tempo de Deus”, que dá nome ao álbum, abre os caminhos para a diversidade rítmica brasileira proposta pelo artista, que aposta em canções autorais e também com os parceiros de longa data Jubileu Filho, Stênio Medeiros, Tanda Macêdo e Isaías Silvério. Todas elas têm algo em comum: o diálogo com o mar e reflexões sobre como as pessoas se relacionam com o tempo, seus desejos e inquietações.


O repertório do disco segue com o samba “Qual será a cor?”. Em “Jasmim do Mar”, livremente inspirada em Caymmi, Vinícius explora um ijexá, mergulhando no território afro. O bolero “Balança Maré” traz uma atmosfera única ao álbum, seguido pelo choro-canção “Saudade em notas musicais”, onde Vinícius compartilha os vocais com a cantora Dani Cruz. O forró toma conta da sexta faixa, “Pedido”, uma colaboração composta e interpretada em parceria com Tanda Macêdo. Para encerrar o álbum, quase como uma oração, surge a faixa bônus “Tempo de Deus” (toada).


Gravado, editado, mixado e masterizado por Jubileu Filho no Beju Estúdio, em Natal, durante 2023, o disco tem o toque do próprio Jubileu (violão, violão 12 e 7 cordas, baixo, guitarra, cavaquinho, bateria e percussão) e dos músicos Eduardo Taufic (teclado), Cicinho (congas, bongô, ganzá e percussão), Darlan Marley (bateria), Raphael Almeida (bandolim) Zé Hilton (sanfona), Chico Bethoven (zabumba, sax tenor, segunda flauta), Jane Eyre (flauta), Leonardo Galvão (cavaquinho), Laerte Adler (trombone), Vyda Maria e Lara Maria (coro).


Vinícius Lins é compositor, cantor e violonista de 7 cordas amador. Integrou os grupos de samba Quarteto Linha e Bloco da Madame, assim como a roda de samba do Ribeira Boêmia. Possui músicas gravadas por vários artistas potiguares, como Valéria Oliveira, Tanda Macêdo, Quarteto Linha, Camila Masiso, Ribeira Boêmia e Marcos Souto, além de parcerias com Jubileu Filho, André da Mata e Carlos Brito.


Em 2014, a música de sua autoria “Rei do Povo” foi finalista do Samsung E-festival, na categoria melhor canção. Interpretada por Camila Masiso, a música conquistou o segundo lugar da premiação. Também foi finalista dos festivais MPBECO, FMPB e MPB84.

Serviço:
“Tempo de Deus”, primeiro álbum solo de Vinícius Lins. Lançamento no dia 16 (sexta), em todas as plataformas de áudio.

- Publicidade -
Últimas Notícias
- Publicidade -
Notícias Relacionadas