domingo, 14 de abril, 2024
28.1 C
Natal
domingo, 14 de abril, 2024

Exposição “Potengy – Às margens do Rio Grande” acontece no Iate Clube de Natal

- Publicidade -

O rio que nasce em Cerro Corá e desagua em Natal tem séculos de história para contar e uma beleza que se renova diariamente a cada nascer do sol. As águas que batizaram um estado inspiraram a exposição “Potengy –Às margens do Rio Grande”, mostra fotográfica coletiva que será aberta nesta quarta (08), às 18h30, no Iate Clube de Natal. Uma ação do Poty Fotoclube, a exposição reúne os trabalhos de 15 fotógrafos locais para exibir as cores e nuances históricas do rio Potengi, sob vários ângulos e olhares.


“Potengy” se apresenta como um convite para conhecer ou redescobrir o rio que é parte da identidade da capital e do próprio Rio Grande de Norte. A exposição apresenta imagens que revelam as cores, as formas, as paisagens, as pessoas e as histórias que compõem o cenário do velho Potengi. As imagens da mostra ficaram a cargo de Alberth Klinsmann, Alex Gurgel, Delson Cursino, Eleonôra Marques, Flávio Rezende, José Adail, Jussier Lourenço, Karl Leite, Luiz Dias, Marcos Cavalcanti, Máurison Silva, Noélia Alves, Severino Neto, Sônia Macêdo, e Verônica Torres.


O jornalista Flávio Rezende, um dos expositores, conta que sua foto nasceu do desejo antigo de mostrar a Redinha do alto da Ponte Newton Navarro. “Até que subi a pé e fiz vários registros, entre eles um chamou atenção por unir os azuis do céu, rio e mar, ficando um trabalho final muito agradável”, afirma. Para ele, não é difícil captar a beleza do rio. “O Potengi tem várias nuances, a foz, o pôr do sol, margens com mangue e com barcos, um potencial fotográfico imenso e de boa exploração”, completa.


O Poty Fotoclube partiu do princípio que, por trás de toda grande cidade, há também um grande rio. Um rio que alimenta, inspira, e reflete sua cidade. Paris tem o Rio Sena, Londres tem o Rio Tâmisa, Nova York tem o Rio Hudson, e Recife tem logo dois, o Rio Capibaribe e o Rio Beberibe, que se abraçam no Recife Antigo, onde nasceu a cidade. Cada um compõe um cenário que dá identidade ao local onde está.


E Natal tem o rio Potengi, que testemunhou seu nascimento em 1599. O Potengy é cantado em verso e prosa pelos poetas ao longo dos séculos. Das águas e das margens do Potengi, fluem a história do Rio Grande do Norte e de sua capital. O rio conduziu as canoas dos povos originários locais; viu os primeiros colonizadores portugueses chegarem (e os piratas franceses também); os navios partirem para a Segunda Guerra Mundial; os primeiros aviões pousarem, e as pontes se erguerem para unir as duas margens da cidade.


O Poty Fotoclube nasceu nos primeiros meses da pandemia de Covid-19, em 2020. Foi nesse difícil contexto, que um pequeno grupo de amigos fotógrafos, impossibilitados de participar das expedições fotográficas do Engenho da Estrada, resolveu se encontrar periodicamente na internet, para continuar as trocas de ideias sobre a arte fotográfica. Antes de “Potengy”, o grupo havia feito a exposição “Da brisa à caatinga – Uma jornada fotográfica do litoral ao sertão do RN”.

Serviço:
Exposição “Potengy – Às margens do Rio Grande”. Abertura dia 08 (quarta), às 18h30, no Iate Clube de Natal. Até 19/11. Para solicitação de visitas, enviar mensagem para @potyfotoclube.

- Publicidade -
Últimas Notícias
- Publicidade -
Notícias Relacionadas