sábado, 20 de abril, 2024
26.1 C
Natal
sábado, 20 de abril, 2024

Literatura no parque

- Publicidade -

Alinha cada vez mais tênue que insiste em separar a literatura da música é a mesma que costura a programação do Festival Literário de Natal. O evento já tem data definida, acontece entre 6 e 8 de novembro, e tudo indica que a versão 2014 do FLIN terá um novo endereço este ano: a proposta é sair da Ribeira e concentrar as atividades no Parque da Cidade. A lista completa de convidados ainda não está fechada, mas alguns nomes estão confirmados como Arnaldo Antunes, Jorge Mautner e Adriana Calcanhoto.
Flin terá programação em vários espaços do Parque da Cidade. Entre os nomes confirmados, Mautner, Ronaldo Correia e Francisco Alvim vão estrear no Festival Literário de Natal
Conhecidos do grande público por atuarem no universo musical, o trio virá a Natal conversar com o público sobre poesia, literatura modernista, filosofia e Tropicália – mas nada de shows, apenas uma performance lítero-musical de Calcanhoto está agendada. Adriana terá dois momentos durante o FLIN: além do recital ela também participa de bate-papo sobre “Músicapoesia”, e nas duas ocasiões divide o palco com o músico e compositor Cid Campos, filho do poeta concretista Augusto de Campos, 83. Cid ainda protagoniza o recital infantil “Crianças, Crionças”.

“A curadoria quer atualizar o debate em torno do cruzamento da música com a literatura”, adiantou Dácio Galvão, secretário municipal de Cultura (Secult/Natal) e presidente da Fundação Capitania das Artes. Dácio lembra que o assunto não é “nenhuma novidade”, pois desde o século 19 o entrelaçamento desses dois segmentos é bastante discutido. “Cabe a nós reafirmar o fim dessa separação”, avalia. A curadoria do FLIN conta com a colaboração do jornalista e escritor Zuenir Ventura e do poeta e ensaísta Eucanaã Ferraz, este último consultor literário do Instituto Moreira Salles.

O Instituto, inclusive, trará ao RN exposição coletiva que circula pelo país com imagens de diversos autores brasileiros clicadas por fotógrafos de renome nacional.

Vale frisar que Zuenir não virá a Natal, mas Eucanaã divide as atenções do público local com o poeta mineiro Francisco Alvim, 76 – o tema da mesa que une ambos ainda não foi definido.

Outras atrações confirmadas para o FLIN 2014 são o escritor e dramaturgo cearense Ronaldo Correia de Brito, que ministra oficina; o arquiteto, curador e editor paulista Guilherme Wisnik (filho do compositor e escritor José Miguel Wisnik, que esteve no FLIN ano passado) irá traçar as relações que existem entre os traços de Oscar Niemeyer (1907-2012) e a literatura.

No debate sobre “Modernismo, Poesia Concreta, Tropicália: o pós-tudo”, Arnaldo Antunes conversa sobre o tema com o escritor e letrista Francisco Bosco (filho e parceiro do cantor e compositor João Bosco) e o poeta e compositor carioca Antônio Cícero, que também esteve no FLIN 2013 ao lado da irmão, a cantora Marina Lima. O cantor e escritor Jorge Mautner discute “Por quê filosofar?”; enquanto os autores portugueses Gastão Cruz e Fernando Luís Sampaio trocam uma ideia sobre “Século 20: século de ouro da poesia portuguesa e brasileira”.

“Ainda teremos o espetáculo lítero-musical ‘A outra hora da estrela’, em homenagem a Clarice Lispector (1920-1977), com participação da cantora baiana Jussara Silveira”, acrescentou Dácio Galvão.

Perguntado sobre a manutenção da parceria entre a Prefeitura e a UCCLA (União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa), entidade que promoveu o Encontro de Escritores de Língua Portuguesa (EELP) em anos anteriores, o titular da Secult/Natal e da Funcarte disse “este ano a parceria não vai rolar” por questões burocráticas”, mas garante que não foi descartada.

Ocupação do Parque
Aos poucos o Parque da Cidade, localizado na Av. Omar O’Grady em Candelária (prolongamento da Prudente de Morais), ganha fôlego para se tornar destino certo para pessoas interessadas não só em meio ambiente e prática de esportes como também por arte e cultura: “Já temos o Memorial de Natal, a biblioteca, criamos a Sala Natal e agora teremos a programação do FLIN”, disse o prefeito Carlos Eduardo por telefone ao VIVER. “Quando construímos o Parque, nosso desejo era justamente oferecer a Natal um espaço de arte, cultura e meio ambiente. Vejo que nosso desejo está se tornando realidade”.

Ele se refere ao monumento com 45 metros de altura, projetado por Niemeyer, onde funciona o museu Memorial de Natal; e a recém-criada Sala Natal, voltada para o desenvolvimento de ações no campo das artes visuais como o projeto Parque das Esculturas (em curso), que até dezembro irá somar as primeiras sete esculturas de grande porte a serem instaladas no Parque.

Durante o Festival Literário de Natal, o auditório do Parque da Cidade sedia os debates noturnos, transmitidos por um telão para a Tenda dos Autores – esta montada na parte externa e onde também acontecerão atividades do Festival durante o dia. A exposição fotográfica coletiva ocupará o Espaço de Artes Visuais Oscar Niemeyer, uma das tendas presta homenagem ao poeta/processo Moacy Cirne (1943-2014) e a feira de livros – com presença de editoras locais – completam a estrutura do Festival.

- Publicidade -
Últimas Notícias
- Publicidade -
Notícias Relacionadas