terça-feira, 18 de junho, 2024
27.1 C
Natal
terça-feira, 18 de junho, 2024

Livro aborda sobre o mundo das drogas na adolescência

Pedro, Davi, Danilo, Letícia, Raquel, mãe Maria, João, sargento Antunes e delegado Rubens são nomes tão comuns e amigáveis que poderiam ser personagens de alguma novela de TV; ou mesmo nossos amigos, parentes e vizinhos. Em “Não, e Pronto!”, estreia literária da advogada e mentora de gestão familiar, Kalline Pondofe Santana, esses personagens transitam em ambos os mundos: A autora mistura ficção e fatos reais para contar a história de uma família aparentemente harmoniosa, mas que vive o drama comum nos dias de hoje: as drogas no mundo adolescente. “Não, e Pronto!” será lançado dia 21 de maio, às 18h30, na Biblioteca Câmara Cascudo.


A narrativa se desenvolve a partir das visões que cada um dos personagens tem sobre o outro, e sobre si mesmo, diante dos acontecimentos, das escolhas e consequências. “Considero esta uma coletânea de histórias reais com acontecimentos que mudaram a vida de muitas pessoas. Um quebra-cabeça de histórias/estórias de famílias diferentes que se encaixam para formar o quadro da vida real”, explicou Kalline. O texto é fluido, de rápida leitura e atrai não só os adolescentes, foco do livro, mas também traz lições para toda a família e sociedade.


Para a construção da obra ela contou com a colaboração de familiares que conviveram com adolescentes usuários de drogas, amigos que cruzaram a linha vermelha mas retornaram, assim como seu marido que por um período esteve à frente da delegacia especializada em narcóticos.


“A cada história que ouvia, me entristecia a alma, como a de um pai que pedia para a polícia prender seu filho, pois não sabia mais o que fazer; ou porque seu filho estava furtando até o vaso sanitário de casa para comprar drogas. Em cada história, minha empatia com esses pais aumentava, e me marcava”, conta a autora. Além dos relatos, outra inspiração para Kalline é o conhecido livro “O Estudante”, de Adelaide Carraro, originalmente uma obra de ficção de 1975 que aborda o mesmo tema.


O personagem que deu a partida em “Não, e Pronto!”, o Luizinho, é inspirado em outra história. “Entendia que para chegar na linguagem do jovem eu precisava ‘pensar como jovem’ e me utilizar da história de um deles. Foi quando o personagem Luizinho surgiu”, conta. Vícios que pareciam inofensivos, como o cigarro eletrônico, também são relatados no livro. “Temos aqui a história de um garoto de 15 anos que estava usando o “famigerado” cigarro eletrônico, e ele foi mais além, bagunçando a vida dele e também de sua família”.
Em um determinado momento do livro, uma pergunta vem à mente: “Qual a história de vida que você está construindo? O final que você busca é feliz ou triste?” Curiosamente, o livro não encerra com um único desfecho, mas sim três finais que são igualmente reais, desafiando o leitor a refletir sobre as escolhas, enxergando as ramificações de cada decisão e experiência interativa para inspirar e educar.


“Quando estava escrevendo os dois finais, me perguntei: por que não escrever mais um final real? Quem escreve dois pode escrever três, até porque tinham suas diferenças. Lembrei da história do irmão de uma amiga do colégio, e que na época impactou a mim e ao meu filho. Meu primogênito havia acabado de ler “O estudante”, quando aconteceu o episódio com o rapaz. Foi manchete em vários jornais locais, e aproveitei para mostrar para meu filho que a história do livro podia acontecer de verdade, era a arte imitando a vida, ou melhor, nesse caso era a vida imitando a arte”, relata.

Para todas as idades
O autor do prefácio, o escritor, procurador e acadêmico Marcelo Alves Dias de Souza, disse que o romance realista de Kalline Pondofe Santana, que também pode ser lido como ficção policial, é um alerta/libelo nesse grave contexto. “É direcionado à juventude, às famílias, é verdade. Mas, deveras bem escrito, encantará a todos. É forte. É sobretudo tocante, já que, no decorrer das páginas, cada leitor encontrará um personagem para chamar de seu. O meu é Davi.”


O fato é que “Não, e pronto!”, entre muitas sacadas, filosoficamente nos alerta para uma coisa que parece simples, mas que é às vezes dificílima: dizer “não” para quem a gente gosta. “Para as tentações da vida. Entretanto, é desse “não” que dependerá um pouco – ou muito – a felicidade das nossas vidas”, pontua.

SERVIÇO:
Lançamento do livro “Não, e Pronto!”
de Kalline Pondofe Nóbrega. Dia 21 de maio,
18h30, na Biblioteca Câmara Cascudo.
Preço: 49,90 no lançamento. Após, 59,90

Últimas Notícias
Notícias Relacionadas